Exportar registro bibliográfico

Combinação de ruído e agrotóxicos como causa de perda auditiva ocupacional: relato de caso (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: LOPES, ANDRÉA CINTRA - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: PERDA AUDITIVA; PESTICIDAS
  • Language: Português
  • Abstract: A Perda auditiva Induzida pelo Ruído é a segunda maior causa de DA no homem além de ser a mais freqüente das doenças ocupacionais1. Podemos encontrar em alguns ambientes de trabalho agentes físicos (ruído, calor, vibração, pressões e radiações) e agentes químicos, (fumo, gazes, vapores, metais pesados, agrotóxicos), que quando combinados, esses agentes alteram o funcionamento de todo o organismo e, conseqüentemente aumentam o risco de acidente de trabalho, além de ter uma série de efeitos sobre a saúde e o bem-estar 2. A exposição concomitante a produto químico e vibração pode agravar a exposição ao ruído. Portanto, o objetivo do presente estudo foi analisar as queixas auditivas relatadas pelo participante, bem como os achados da avaliação do sistema auditivo frente à exposição ao ruído ocupacional e agrotóxico. 2. Metodologia Trata-se de um estudo de caso de um paciente de 48 anos de idade, lavrador, exposto ao ruído e agrotóxico há mais de 10 anos. Foram aplicadas as seguintes provas: entrevista especifica, medidas de emitância acústica, audiometria tonal liminar convencional e de freqüência ultra-alta, logoaudiometria, emissões otoacústicas transiente e produto de distorção, PEATE e questionário de avaliação, APHAB. Além das provas audiométricas, foi também realizado avaliação ORL. 3. Resultados Na avaliação ORL constatou-se otoscopia normal bilateralmente, na entrevista o paciente informou queixa auditiva bilateral, zumbido, tontura, cefaléia edificuldade para compreensão de fala, principalmente em ruído competitivo, relatou ainda que não fazia uso de EPI. Os achados audiológicos na avaliação audiológica convencional (ATL, logoaudiometria e medidas da emitância acústica) indicaram DA neurossensorial bilateral simétrica, com configuração descendente de grau moderado, logoaudiometria compatível com a ATL, curva timpanometrica tipo A e reflexos acústicos presentes. Na AT-AF, observou-se aumento dos limiares ) tonais conforme aumento da freqüência, na pesquisa das EOA transientes encontravam-se ausentes bilateralmente e EOADP, presentes nas freqüências de 1000 e 2000 Hz, bilateralmente. No PEATE, observou-se a latência absoluta da onda V em 6.12 na orelha direita e 6.08 na orelha esquerda e, no APHAB a média global obtida foi de 38,7%. 4. Conclusão O estudo deste caso, configurou-se a relevância da implementação de medidas que quantifiquem e controlem a exposição ao agrotóxico e ao ruído, bem como a adoção de condutas que orientem tanto a direção das empresas quanto os próprios trabalhadores em relação à implementação de programas de prevenção de doenças ocupacionais
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference titles: Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VON ZEIDLER, Sandra Lúcia Ventorin; CARNEIRO, Roberta Tricoli; LOPES, Andréa Cintra. Combinação de ruído e agrotóxicos como causa de perda auditiva ocupacional: relato de caso. Anais.. São Paulo: [s.n.], 2006.
    • APA

      Von Zeidler, S. L. V., Carneiro, R. T., & Lopes, A. C. (2006). Combinação de ruído e agrotóxicos como causa de perda auditiva ocupacional: relato de caso. In Resumos. São Paulo.
    • NLM

      Von Zeidler SLV, Carneiro RT, Lopes AC. Combinação de ruído e agrotóxicos como causa de perda auditiva ocupacional: relato de caso. Resumos. 2006 ;
    • Vancouver

      Von Zeidler SLV, Carneiro RT, Lopes AC. Combinação de ruído e agrotóxicos como causa de perda auditiva ocupacional: relato de caso. Resumos. 2006 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021