Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Impacto da incorporação de ômega 3 na funcionalidade da lipoproteína de alta densidade: ensaio clínico aleatorizado, paralelo e controlado (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: CARTOLANO, FLAVIA DE CONTI - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • DOI: 10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400
  • Subjects: LIPOPROTEÍNAS HDL; ÁCIDOS GRAXOS; SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR; ÁCIDOS GRAXOS OMEGA 3; ANTIOXIDANTES; ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO RANDOMIZADO
  • Keywords: DHA; EPA; Lipoproteína de Alta Densidade; Tamanho de Partícula
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Apesar de classicamente a lipoproteína de alta densidade (HDL) ser descrita como um fator de risco independente para as doenças cardiovasculares (DCV), devido ao seu papel no transporte reverso de colesterol (TRC), atualmente sabe-se que esta partícula exerce múltiplos mecanismos biológicos que podem contribuir para esta cardioproteção, com estudos indo além do conteúdo de colesterol associada à HDL (HDL-C). OBJETIVO: Avaliar o impacto da suplementação de ômega-3 no perfil de ácidos graxos, tamanho e capacidade antioxidante da HDL. MÉTODOS: Estudo clínico, aleatorizado, controlado, duplo cego e paralelo, onde foram incluídos 147 indivíduos adultos, com fatores de risco cardiovascular, que foram alocados no grupo ômega-3 (n=77 - 3,0 g/dia contendo 1,8 g de EPA+DHA) ou no grupo ômega-6 (n=70 - 3,0 g/dia de óleo de girassol contendo 1,95 g de ácido linoleico). No início (T0) e após 8 semanas (T8) amostras de sangue foram coletadas e, a partir do plasma ou soro, foram analisados o perfil lipídico (CT, HDL-C, LDL-C, TG), as apolipoproteínas AI, CII e CIII, as subfrações da HDL (Lipoprint®), a atividade da paraoxonase (PON1) e da proteína transportadora de éster de colesterol (CETP), a capacidade antioxidante da HDL (método experimental) e o perfil de ácidos graxos e conteúdo de AGNEs da HDL. Os resultados do efeito do tempo, da intervenção e das interações entre os parâmetros monitorados e os desfechos foram realizados com o auxílio do programa SPSS® versão 20.0. O valor de significância considerado foi de p<0,05. RESULTADOS: Os grupos ômega-3 e ômega-6 eram semelhantes entre si em relação a idade, sexo, tabagismo e uso de medicamentos, ambos apresentando alta prevalência de hipertensão e dislipidemia.Nos dois grupos, houve redução em todos os marcadores lipídicos, exceto a concentração de HDL-C, que aumentou. Observou-se o efeito do tempo no conteúdo de HDLAGNEs (delta=-16,2%), no percentual de HDLGRANDE (delta=20,1%) e de HDLPEQUENA delta=-5,0%). O aumento de EPA na HDL se associou à menor chance de ter elevação da atividade da PON1 (OR=0,446; IC=0,200-0,994), da concentração de HDLAGNEs (OR=0,275; IC=0,113-0,660) e do percentual de HDLPEQUENA (OR=0,337; IC=0,146-0,782). Observou-se ainda que o EPA se associou a, aproximadamente, 3,5 mais chances de aumento no percentual da HDLGRANDE (OR=3,522; IC=1,652-7,507). Quanto ao aumento de DHA na HDL, este esteve associado de maneira significativa à diminuição da concentração de Apo AI (OR=0,351; IC=0,150-0,821), além da atividade da PON1 (OR=0,226; IC=0,110-0,639) e da concentração de HDLAGNEs (OR=0,275; IC=0,113-0,668). Resultados similares aos obtidos com o EPA foram observados para o DHA e o tamanho da HDL. Não foi constatado efeito da incorporação de EPA e DHA na resistência à oxidação. CONCLUSÃO: A intervenção com ômega-3 promoveu mudanças na composição da partícula de HDL, aumentando o percentual das subfrações maiores, sem, contudo, modificar sua capacidade antioxidante.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.09.2018
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARTOLANO, Flavia de Conti; DAMASCENO, Nágila Raquel Teixeira; ROGERO, Marcelo Macedo. Impacto da incorporação de ômega 3 na funcionalidade da lipoproteína de alta densidade: ensaio clínico aleatorizado, paralelo e controlado. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400 > DOI: 10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400.
    • APA

      Cartolano, F. de C., Damasceno, N. R. T., & Rogero, M. M. (2018). Impacto da incorporação de ômega 3 na funcionalidade da lipoproteína de alta densidade: ensaio clínico aleatorizado, paralelo e controlado. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400
    • NLM

      Cartolano F de C, Damasceno NRT, Rogero MM. Impacto da incorporação de ômega 3 na funcionalidade da lipoproteína de alta densidade: ensaio clínico aleatorizado, paralelo e controlado [Internet]. 2018 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400
    • Vancouver

      Cartolano F de C, Damasceno NRT, Rogero MM. Impacto da incorporação de ômega 3 na funcionalidade da lipoproteína de alta densidade: ensaio clínico aleatorizado, paralelo e controlado [Internet]. 2018 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2019.tde-10102018-080400


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021