Exportar registro bibliográfico

Terapia com as formulações desoxicolato e lipídicas da anfotericina B: indicação, forma de administração, efeitos adversos e resposta clínica (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GASPAR, GILBERTO GAMBERO - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: INSUFICIÊNCIA RENAL; FÁRMACOS IMUNOSSUPRESSORES (TOXICIDADE)
  • Language: Português
  • Abstract: As micoses endêmicas, tegumentares e sistêmicas, têm distribuição mundial, ocorrendo principalmente em áreas rurais, sendo sua aquisição facilitada por exposição profissional, lazer ou mudanças ecológicas. Nos últimos anos, tem aumentado o número de casos de infecções em hospedeiros imunossuprimidos. O principal antifúngico poliênico (anfotericina B, formulada com desoxicolato de sódio ou com lipídeos), apresenta efeitos colaterais imediatos e tardios que devem ser entendidos no contexto do paciente imunossuprimido. O objetivo do trabalho foi analisar o uso das formulações desoxicolato, lipossomal e em dispersão coloidal da anfotericina B em pacientes de hospital nível terciário de atenção à saúde: indicações terapêuticas, formas de administração, efeitos adversos e eficácia clínica. O estudo foi retrospectivo envolvendo pacientes hospitalizados da Unidade de Doenças Infecciosas, Unidade de Hematologia, Unidade de AIDS e Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto -USP, que tenham recebido anfotericina B desoxicolato ou formulações lipídicas desta droga no período de 2003 a 2007. Dentre os 101 pacientes incluídos, a prevalência do sexo masculino foi 66,3% e Cryptococcus neoformans (37,8%) e Histoplasma capsulatum (19,6%) foram os principais agentes etiológicos, principalmente como infecção oportunista. Não houve diferença de eficácia clínica das três formulações. A comparação da diferença entre osníveis máximos/mínimos e os níveis iniciais durante a terapia com a anfotericina B desoxicolato e as formulações lipídicas de anfotericina B, mostrou uma maior elevação nos níveis de creatinina (p<0,001) e redução da contagem de leucócitos (p=0,0001), potássio (p=O,016) e hemoglobina (p=0,0001) no grupo da anfotericina B desoxicolato. Esta formulação também causou mais efeitos adversos se analisada a dose total de anfotericina B administrada para o paciente. As formulações lipídicas também apresentaram, em menor grau, toxicidade renal e hematológica. No entanto, a anfotericina B lipossomal e a anfotericina B de dispersão coloidal foram toleradas e causaram menor toxicidade em pacientes que apresentaram efeitos adversos da formulação desoxicolato. Conclui-se que nenhuma das formulações é isenta de toxicidade e a escolha destas medicações deve levar em consideração as condições de base do paciente. A correta administração das drogas, o manejo da toxicidade imediata e tardia e a mudança das formulações de anfotericina B durante a terapia são importantes para minimizar os efeitos adversos da anfotericina B
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.05.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GASPAR, Gilberto Gambero; MARTINEZ, Roberto. Terapia com as formulações desoxicolato e lipídicas da anfotericina B: indicação, forma de administração, efeitos adversos e resposta clínica. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Gaspar, G. G., & Martinez, R. (2009). Terapia com as formulações desoxicolato e lipídicas da anfotericina B: indicação, forma de administração, efeitos adversos e resposta clínica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Gaspar GG, Martinez R. Terapia com as formulações desoxicolato e lipídicas da anfotericina B: indicação, forma de administração, efeitos adversos e resposta clínica. 2009 ;
    • Vancouver

      Gaspar GG, Martinez R. Terapia com as formulações desoxicolato e lipídicas da anfotericina B: indicação, forma de administração, efeitos adversos e resposta clínica. 2009 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020