Exportar registro bibliográfico

Estudo da transmissão e distribuição de tensões aplicadas à resina acrílica convencional e acrescida de fibras através do método fotoelástico (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, ANDRéA GOMES DE - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 805
  • Subjects: RESINAS ACRÍLICAS; MATERIAIS DENTÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: A resina acrílica encontra-se entre os materiais mais utilizados na odontologia. Apesar de suas qualidades, o polimetilmetacrilato ainda mostra-se um material com resistência comprometida. Para tanto, diversos reforços têm sido propostos na literatura e entre eles encontram-se as fibras de vidro e aramida. Apesar de acrescerem na resistência da matriz acrílica pouco se sabe sobre como os esforços aplicados sobre a resina reforçada por fibras são transmitidos e distribuídos às áreas de sustentação, o que motivou a realização deste estudo. Foram confeccionados dez corpos-de-prova em resina acrílica termopolimerizável divididos em cinco grupos segundo o reforço utilizado: fibras de vidro filamentares tratadas por imersão no monômero acrílico (Grupo F), fibras de vidro em malha submetidas ao mesmo tratamento (Grupo M), fibras de vidro trançadas com aramida e tratadas por imersão na mistura monômero/polímero (Grupo H) e fibras de vidro trançadas com aramida e tratadas por silanização (Grupo HS). Como grupo controle (C) foram utilizadas amostras de resina acrílica termicamente ativada sem a associação de fibras de reforço. Após a adaptação dos corpos-de-prova à matriz fotoelástica os mesmos foram submetidos a ensaio de flexão através da Máquina Universal de Ensaios (EMIC-modelo DL 2000, S. J. dos Pinhais, PR, Brasil) acoplada ao Polariscópio Circular (Desenvolvido na Faculdade de Engenharia Mecânica - UFU, Uberlândia, MG, Brasil). Os resultados mostraram valorespara a Energia de Distorção, em Kgf/mm2, de 223,124 para o grupo F; de 218,710 para o grupo H; 217,692 para o grupo M; 215,810 para o grupo HS e de 210,122 para o grupo C. Também foi observado que a energia de distorção apresentou distribuição homogeneamente crescente em todos os grupos estudados. Concluímos que a associação de fibras à resina acrílica gerou aumento da energia acumulada na área de sustentação protética sendo que os maiores valores foram ) observados para o grupo de fibras de vidro filamentares. Observamos também que a silanização da fibra híbrida contribuiu para uma menor transmissão de tensão à matriz fotoelástica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.08.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Andréa Gomes de; PANZERI, Heitor. Estudo da transmissão e distribuição de tensões aplicadas à resina acrílica convencional e acrescida de fibras através do método fotoelástico. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-13122007-081455/ >.
    • APA

      Oliveira, A. G. de, & Panzeri, H. (2007). Estudo da transmissão e distribuição de tensões aplicadas à resina acrílica convencional e acrescida de fibras através do método fotoelástico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-13122007-081455/
    • NLM

      Oliveira AG de, Panzeri H. Estudo da transmissão e distribuição de tensões aplicadas à resina acrílica convencional e acrescida de fibras através do método fotoelástico [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-13122007-081455/
    • Vancouver

      Oliveira AG de, Panzeri H. Estudo da transmissão e distribuição de tensões aplicadas à resina acrílica convencional e acrescida de fibras através do método fotoelástico [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-13122007-081455/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021