Exportar registro bibliográfico

Reflexões sobre o parto no ano 2000: um estudo sobre uma política de humanização do parto em um serviço público de maternidade (2001)

  • Autores:
  • Autor USP: MONTEIRO, GISELA VASCONCELLOS - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PST
  • Assuntos: PARTO; MATERNIDADE
  • Idioma: Português
  • Resumo: Esta pesquisa apresenta reflexões sobre os aspectos psicossociais e de saúde pública que subsidiam uma política de humanização do parto em uma maternidade pública no município de Santos (SP). As reflexões procuraram contemplar o conjunto de situações relacionadas ao atendimento ao parto de forma ampla. O método de análise examinou a organização da assistência ao parto dentro da política municipal de saúde, e a visão de usuárias e de profissionais de saúde de uma maternidade pública, por meio de pesquisa de campo. Foram feitas entrevistas com puérperas, auxiliares de enfermagem e médicos. Para investigar o ponto de vista das mulheres, foram realizadas duas entrevistas com cinco puérperas em dois momentos distintos: no puérperio imediato e no puerpério tardio. Cinco auxiliares de enfermagem e cinco médicos responderam a um formulário aplicado pela pesquisadora, no próprio local de trabalho. Os três grupos de entrevistados focalizaram seus depoimentos em aspectos bem diferentes. Às mulheres coube um relato contundente de sofrimento, aos médicos queixas sobre as difíceis condições de trabalho, e às auxiliares de enfermagem um discurso protocolar de reconhecimento do bom trabalho que prestavam. A análise comparativa entre as preconizações do Ministério da Saúde para o "parto humanizado", e assistência oferecida pela maternidade estudada, indicou que as diretrizes ministeriais não eram cumpridas, mas que essa situação deveria ser compreendida dentrode um contexto institucional maior. Este estudo concluiu que um parto é bem sucedido quando um conjunto de situações favoráveis consegue se configurar. Para que isso aconteça seria necessário que princípios humanistas que reconhecem a totalidade, a historicidade e a naturalidade do homem, fossem a base de sustentação das políticas públicas de saúde e emanassem do corpo social, transformando assim, partos em nascimentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.03.2001

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Gisela Vasconcellos; TASSARA, Eda Terezinha de Oliveira. Reflexões sobre o parto no ano 2000: um estudo sobre uma política de humanização do parto em um serviço público de maternidade. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Monteiro, G. V., & Tassara, E. T. de O. (2001). Reflexões sobre o parto no ano 2000: um estudo sobre uma política de humanização do parto em um serviço público de maternidade. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Monteiro GV, Tassara ET de O. Reflexões sobre o parto no ano 2000: um estudo sobre uma política de humanização do parto em um serviço público de maternidade. 2001 ;
    • Vancouver

      Monteiro GV, Tassara ET de O. Reflexões sobre o parto no ano 2000: um estudo sobre uma política de humanização do parto em um serviço público de maternidade. 2001 ;


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020