Exportar registro bibliográfico

Trabalhadores expostos simultaneamente a ruído e tolueno: estudo das emissões otoacústucas evocadas e efeito de supressão (2000)

  • Autores:
  • Autor USP: BERNARDI, ALICE PENNA DE AZEVEDO - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Assuntos: SAÚDE OCUPACIONAL; PERDA AUDITIVA PROVOCADA POR RUÍDO; ESTUDOS TRANSVERSAIS
  • Idioma: Português
  • Resumo: Objetivo: Estuda as emissões otoacústicas evocadas transitórias (EOAET) e o efeito da supressão em um grupo de indivíduos expostos simultaneamente a ruído e tolueno, comparando-o a outros dois grupos: expostos somente a ruído e não expostos a ruído nem a tolueno, na busca de alternativas para a detecção precoce de alterações auditivas e do melhor conhecimento do tipo de lesão ocasionada pelo tolueno. Método: Neste estudo transversal, foram avaliados 140 indivíduos do sexo masculino com idades entre 18 e 48 anos de limiares audiométricos entre 0 e 25 dB NA, curva timpanométrica tipo A e reflexos acústicos presentes. Os indivíduos foram distribuídos em três grupo: a) sem exposição a ruído e tolueno (n=40), b)expostos apenas a ruído, trabalhadores do setor de acabamento de uma indústria gráfica (n=50) e c) expostos simultaneamente a ruído e tolueno, trabalhadores do setor de rotogravura da mesma indústria (n=50). Além da anamnese clínica e ocupacional foram obtidos registros das emissões otoacústicas transitórias na ausência e na presença de ruído branco contralateral de 50 dB NPS para verificação do efeito de supressão. Resultados: A prevalência de ausência de respostas nas EOAET em pelo menos uma das orelhas foi maior no grupo exposto a ruído e tolueno (64,0%) e no grupo exposto apenas a ruído (62,0%) que no grupo não exposto (27,5%). A prevalência de ausência do efeito de supressão no grupo exposto simultaneamente a ruído e tolueno foi maior (48,9%) em relação aosexpostos a ruído (17,4%) e não expostos (7,5%). O risco de ausência de supressão no grupo de expostos a ruído e tolueno foi expressivamente maior quando comparado aos não expostos [odds ratio (OR) 11,70; intervalo de confiança de 95% (IC 95%) 3,17-43,49]. Conclusões: Os resultados sugerem a existência de uma ação neurotóxica do tolueno sobre a audição afetando particularmente a porção retrococlear da via auditiva e ocasionando um tipo de lesão ) distinta daquela provocada pelo ruído. O registro das EOAET e a análise do efeito de supressão podem servir como instrumento importante na detecção precoce das alterações auditivas de origem coclear e retrococlear e para a elaboração de ações preventivas em audiologia nos ambientes de trabalho
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2000

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERNARDI, Alice Penna de Azevedo; WÜNSCH FILHO, Victor. Trabalhadores expostos simultaneamente a ruído e tolueno: estudo das emissões otoacústucas evocadas e efeito de supressão. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Bernardi, A. P. de A., & Wünsch Filho, V. (2000). Trabalhadores expostos simultaneamente a ruído e tolueno: estudo das emissões otoacústucas evocadas e efeito de supressão. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Bernardi AP de A, Wünsch Filho V. Trabalhadores expostos simultaneamente a ruído e tolueno: estudo das emissões otoacústucas evocadas e efeito de supressão. 2000 ;
    • Vancouver

      Bernardi AP de A, Wünsch Filho V. Trabalhadores expostos simultaneamente a ruído e tolueno: estudo das emissões otoacústucas evocadas e efeito de supressão. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021