Exportar registro bibliográfico

Exposição ocupacional a ruído e solventes e alterações auditivas periféricas e centrais (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: BERNARDI, ALICE PENNA DE AZEVEDO - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: PERDA AUDITIVA PROVOCADA POR RUÍDO; SOLVENTE; PERDA AUDITIVA CENTRAL; POTENCIAIS EVOCADOS; EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL; INDÚSTRIA GRÁFICA E EDITORIAL; EPIDEMIOLOGIA ANALÍTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Avaliar os efeitos da exposição a ruído e solventes nas vias auditivas periféricas e central em trabalhadores da indústria gráfica. Métodos: Estudo transversal com 136 trabalhadores do sexo masculino de uma industria gráfica, idades entre 21 e 49 anos, e com padrões distintos de exposição: simultaneamente a ruído e solventes(n=90); somente a ruído (n=24); somente a n-hexano (n=10); sem exposição a ruído e solventes (n=12). Os trabalhadores responderam a questionário estruturado com informações sobre história clínica, história ocupacional e hábitos de vida. Gradientes de exposições a ruído e solventes, presentes ou pregressas, foram estabelecidos por meio de avaliação caso a caso por um higienista industrial. Perdas auditivas periféricas foram avaliadas por audiometria total limiar. Alterações auditivas centrais foram examinadas pelo teste do potencial evocado auditivo de longa latência P300 (PEALL-P300). Odds ratios de prevalência (OR) e respectivos intervalos com 95 por cento de confiança (IC95 por cento) para as alterações audiométricas e do PEALL-P300, ajustados por idade, escolaridade, tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas, foram estimados por regressão logística múltipla. Resultados: Identificou-se probabilidade quatro vezes maior (OR=4,06; IC95 por cento=1,28-12,90) de alterações audiométricas no grupo com média ou alta exposição a ruído em relação ao grupo dos não expostos ou com baixa exposição.Efeito dose-resposta foi detectado para exposição simultânea a ruído e solventes e alterações audiométricas, com expressiva associação (OR=9,52; IC95 por cento=2,04-44,53) para o grupo com média ou alta exposição a ruído e solventes. Efeito similar foi observado para exposição conjunta a ruído e gasolina ou ruído e n-hexano. A probabilidade ajustada de alterações no PEALL-P300 foi quase três vezes (OR=2,72; IC95 por cento=1,18-6,25) no grupo com média ou alta exposição a solventes, em relação ao grupo dos não expostos ou com baixa exposição. Dos solventes estudados, apenas o n-hexano apresentou associação com alteração do PEALL-P300 (OR=2,96; IC95 por cento=1,20-7,31). Verificou-se maior probabilidade de alterações do PEALL-P300 nos grupos com média (OR=2,45 IC95 por cento=1,06-5,60) ou alta exposição (OR=4,04; IC95 por cento=1,55-10,40) a solventes em geral. Independentemente da exposição a ruído.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.03.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERNARDI, Alice Penna de Azevedo; WUNSCH FILHO, Victor. Exposição ocupacional a ruído e solventes e alterações auditivas periféricas e centrais. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-27042021-094706 >.
    • APA

      Bernardi, A. P. de A., & Wunsch Filho, V. (2007). Exposição ocupacional a ruído e solventes e alterações auditivas periféricas e centrais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-27042021-094706
    • NLM

      Bernardi AP de A, Wunsch Filho V. Exposição ocupacional a ruído e solventes e alterações auditivas periféricas e centrais [Internet]. 2007 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-27042021-094706
    • Vancouver

      Bernardi AP de A, Wunsch Filho V. Exposição ocupacional a ruído e solventes e alterações auditivas periféricas e centrais [Internet]. 2007 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-27042021-094706


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021