Exportar registro bibliográfico

Enzimas desubiquitinadoras ligadas ao proteassoma são essenciais para a viabilidade do <i>Schistosoma mansoni</i> (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: PATROCINIO, ANDRESSA BARBAN DO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: SCHISTOSOMA MANSONI; OVIPOSIÇÃO; REPRODUÇÃO ANIMAL; ENZIMAS
  • Language: Português
  • Abstract: O proteassoma 26S é uma estrutura em forma de barril com um núcleo catalítico 20S que é flanqueado por tampas 19S em ambos os lados. Nosso grupo tem demonstrado que o proteassoma 26S é crítico para o desenvolvimento e sobrevivência do Schistosoma mansoni, sendo que mais de 95% dos casais de vermes tratados com o inibidor de proteassoma MG132 apresentaram alteração na postura dos ovos e viabilidade. O tampão 19S é o complexo regulador e funciona no desdobramento e na desubiquitinação das proteínas, antes de sua entrada no complexo 20S, usando enzimas desubiquitinadoras (DUBS). Recentemente, foi demonstrado que a inibição das DUBS, UCHL5 e USP14, que estão reversivelmente ligadas à partícula 19S do complexo 26S, chamada b-AP15, resulta em autofagia, seguida de morte celular, pois leva uma variedade de células de mamíferos ao estresse oxidativo. O objetivo geral deste trabalho foi avaliar o efeito da droga sobre o desenvolvimento reprodutivo de S. mansoni e como possível alvo terapêutico, tendo como objetivos específicos determinar os seus efeitos: na inibição da oviposição in vitro de casais de parasitas Schistosoma mansoni através da contagem dos ovos e expressão do gene p14; avaliar se os órgãos reprodutores dos parasitas sofreram alguma modificação estrutural; se a substância utilizada leva a autofagia; se o tratamento dos casais de parasita com a droga leva a apoptose, ocasionada pela ativação de caspase-3. Este estudo é o primeiro a documentar o papel da droga b-AP15 comoum agente esquistossomicida, pois desencadeia alterações ultraestruturais em casais de vermes de S. mansoni. Os seguintes métodos foram utilizados para analisar as alterações: Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET), Varredura (MEV) e Confocal; ensaio quantitativo colorimétrico baseado no brometo de 3- (4,5-dimetiltiazol-2-il) -2,5-difenil tetrazólio (MTT), atividade do proteassoma através do substrato Suc-Leu-Le-Al-Tyr-AMC específico para atividade de quimotripsina-like; western blotting; Reação de Polimerase em Cadeia em tempo real e TUNEL. Foram testadas várias concentrações do fármaco (0,2; 0,4; 0,8; 1,6; 3,2 até 50 µM), sendo que a partir de 1,6 µM de b-AP15 ocorreu a inibição da produção de ovos dos casais de parasitas tratados in vitro por 24 h, não havendo alteração da viabilidade, mas mostrou alterações a partir da dosagem de 3,2 µM. A partir de 1,6 µM ocorreram alterações celulares e tegumentares e vermes adultos tratados com 50 µM estavam mortos. O Western blotting mostrou acúmulo de proteínas poliubiquitinadas de alto peso molecular na presença de 1,6µM, havendo mudanças na atividade quimotripsina-like do proteassoma 20S. Os resultados mostraram que o b-AP15 altera a oviposição, a viabilidade e leva à morte de casais de parasitas, reforçando a hipótese de que o sistema ubiquitina/ proteassoma e que as enzimas deubiquitinadoras ligadas a partícula 19S são essenciais para a biologia de S. mansoni
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.10.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PATROCINIO, Andressa Barban do; RODRIGUES, Vanderlei. Enzimas desubiquitinadoras ligadas ao proteassoma são essenciais para a viabilidade do <i>Schistosoma mansoni</i>. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-15012019-094714/ >.
    • APA

      Patrocinio, A. B. do, & Rodrigues, V. (2018). Enzimas desubiquitinadoras ligadas ao proteassoma são essenciais para a viabilidade do <i>Schistosoma mansoni</i>. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-15012019-094714/
    • NLM

      Patrocinio AB do, Rodrigues V. Enzimas desubiquitinadoras ligadas ao proteassoma são essenciais para a viabilidade do <i>Schistosoma mansoni</i> [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-15012019-094714/
    • Vancouver

      Patrocinio AB do, Rodrigues V. Enzimas desubiquitinadoras ligadas ao proteassoma são essenciais para a viabilidade do <i>Schistosoma mansoni</i> [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-15012019-094714/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020