Exportar registro bibliográfico

O governo civil no "Segundo Tratado Sobre o Governo" de John Locke (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: TSUJI, ALESSANDRA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLF
  • Subjects: GOVERNO; PODER POLÍTICO; RELIGIÃO; EMPIRISMO; GUERRA CIVIL
  • Keywords: Lei natural; Medicina empírica; Natural law
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Em cenário permeado por guerras civis e religiosas advindas da busca por poder político, no século XVII, Locke dedica-se a demonstrar a origem, extensão e finalidade do governo civil, bem como sua dissolução, assumindo o poder político como ponto de partida. Isso porque é preciso elucidar a quem cabe esse poder, de direito, na sociedade civil. Nesse sentido, Locke empenha-se em refutar os argumentos de Robert Filmer, para quem a única forma de governo possível é aquela que tem como pressuposto o domínio particular e a jurisdição paterna de Adão como fonte de todo o poder. Locke critica a visão filmeriana que implicaria em assumir que nenhum homem é livre por natureza e refuta o argumento de Filmer no campo da lei natural. Para tanto, parece valer-se, entre outros elementos, de um procedimento próximo ao da medicina empírica de Thomas Sydenham, mais preocupada em observar as alterações e circunstâncias em que a doença se manifesta do que em buscar suas causas ocultas. Por essa via, precisa reconhecer antes de tudo, os limites do conhecimento humano e concentrar-se na utilidade da reflexão voltada para a prática. Daí ele ressaltar, de modo semelhante, a importância do trabalho de observação no Segundo Tratado desde a discussão sobre a lei de natureza, como lei moral que visa à preservação da humanidade, passando pelo reconhecimento dos inconvenientes do estado de natureza e da necessidade de remediá-los via consentindo para a formação do corpo político e do governo, até odireito de resistência que, conforme interpreta Jean-Fabien Spitz, parece depender de que os membros da sociedade civil mantenham certo direito individual de julgar que limitam as ações daqueles autorizados a exercer o poder legislativo.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.01.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TSUJI, Alessandra; BARROS, Alberto Ribeiro Gonçalves de. O governo civil no "Segundo Tratado Sobre o Governo" de John Locke. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-26062018-120311/ >.
    • APA

      Tsuji, A., & Barros, A. R. G. de. (2018). O governo civil no "Segundo Tratado Sobre o Governo" de John Locke. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-26062018-120311/
    • NLM

      Tsuji A, Barros ARG de. O governo civil no "Segundo Tratado Sobre o Governo" de John Locke [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-26062018-120311/
    • Vancouver

      Tsuji A, Barros ARG de. O governo civil no "Segundo Tratado Sobre o Governo" de John Locke [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-26062018-120311/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021