Exportar registro bibliográfico

Estudo morfológico e morfométrico das fibras mielínicas do nervo vago cervical no diabetes experimental agudo e crónico (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: FONTANESI, LUCAS BAPTISTA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: MORFOLOGIA (ANATOMIA); MORFOMETRIA; NERVO VAGO; NEUROPATIAS DIABÉTICAS
  • Language: Português
  • Abstract: A literatura é escassa sobre estudos patológicos do nervo vago em pacientes sabidamente portadores de neuropatia diabética autonómica crónica. A maioria dos estudos morfológicos do nervo vago no diabetes experimental, também envolve o estudo do segmento abdominal desse nervo, ou ainda seus ramos mesentéricos . Nesses estudos, os autores demonstram a presença da neuropatia diabética e caracterizam o processo "dying back" (neuropatia axonal distal) dessa neuropatia. Entretanto, as lesões morfológicas descritas por esses autores são exclusivamente das fibras amielínicas, uma vez que nesses segmentos, o nervo vago nao apresenta mais fibras mielinizadas. O objetivo do presente estudo foi investigar a existência de alterações morfológicas e morfométricas das fibras mielínicas do nervo vago cervical no diabetes experimental agudo e crónico. Ratos Wistar machos receberam uma única injeção de estreptozotocina (40mg/kg) 15 dias (n=ó) ou 12 semanas (n=ó) antes dos experimentes. Ratos controles (n=ó) receberam igual volume de solução tampão citrato. Foram investigados os aspectos morfológicos gerais dos nervos vagos de ratos da linhagem Wistar, com diabetes agudo e crónico induzidos experimentalmente, aspectos morfométricos dos fascículos e das fibras mielínicas e a provável existência do processo de "dying back" nas fibras mielínicas vagais, decorrentes da neuropatia diabética autonómica experimental. A comparação foi feita entre os segmentos, lados e grupos e as diferenças foram consideradas significativas quando p<O,05. Nossos resultados mostram que existem alterações na morfologia e morfometria dos fascículos e dos axônios mielinizados do nervo vago em animais diabéticos, especialmente em seus segmentos distais em ambos os grupos, porém, no grupo diabético crónico as alterações se intensificaram atingindo os segmentos proximais. Desta forma, os resultados sugerem a presença de uma neuropatia axonal no nervo vagocervical, que foi afetado tanto agua quanto cronicamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FONTANESI, Lucas Baptista; FAZAN, Valéria Paula Sassoli. Estudo morfológico e morfométrico das fibras mielínicas do nervo vago cervical no diabetes experimental agudo e crónico. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Fontanesi, L. B., & Fazan, V. P. S. (2017). Estudo morfológico e morfométrico das fibras mielínicas do nervo vago cervical no diabetes experimental agudo e crónico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Fontanesi LB, Fazan VPS. Estudo morfológico e morfométrico das fibras mielínicas do nervo vago cervical no diabetes experimental agudo e crónico. 2017 ;
    • Vancouver

      Fontanesi LB, Fazan VPS. Estudo morfológico e morfométrico das fibras mielínicas do nervo vago cervical no diabetes experimental agudo e crónico. 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021