Exportar registro bibliográfico

Infecção por rinovírus em células linfoides de tonsilas humanas (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MARTINS JUNIOR, RONALDO BRAGANÇA - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBP
  • Subjects: BIOLOGIA CELULAR; BIOLOGIA MOLECULAR; VÍRUS; TONSILA
  • Keywords: Adenoid; Adenoide; Amígdala; Chronic adenotonsillar disease; Doença adenotonsilar crônica; Persistence; Persistência; Rhinovirus; Rinovírus; Tonsil
  • Language: Português
  • Abstract: Rinovírus (RV) é frequentemente detectado nos tecidos tonsilares e nas secreções de nasofaringe de pacientes com doença adenotonsilar crónica, sem sintomas de infecção respiratório aguda (IRA). O objetivo deste estudo foi investigar a infecção por rinovírus em tonsilas humanas, com base em dois aspectos: infecção in vivo de células linfóides de tonsilas humanas naturalmente infectadas; e infecção ex vivo de células dissociadas desses tecidos inoculadas com rinovírus, visando a contribuir para elucidar possíveis mecanismos de infecção em amígdalas palatinas e adenóides humanas. De um total de 104 pacientes com doenças adenotonsilar crónicas, 21.1% (22/104) e 42.3% (44/104) apresentaram respectivamente amígdalas palatinas e adenóides positivas para RV por PCR. A replicação víral foi confirmada por hibridização in situ com sonda para intermediário replicativo nas regiões internas e externas aos folículos linfóides de amígdalas e adenóides, bem como em porções do epitélio ciliado de adenóides, e apenas raramente nas células epiteliais escamosas de tonsilas palatinas. A presença e distribuição de proteína estrutural do capsídeo virar foi detectada por imunohistoquímica (IHQ), utilizando anticorpos contra proteínas estruturais vitais VP1 e VP2 nas tonsilas positivas para RV por qPCR. Os resultados indicaram marcação positiva tanto na superfície (epitélio), quanto em regiões extrafoliculares e centros germinativos. Em seguida, foi possível verificar a co-localização da marcação positiva da proteína estrutural VP2 de RV com marcadores linfocitários de membrana. Células CD4 + e CD20 + apresentaram marcação positiva para VP2 verificada usando estratégia de 'sequential immuno-peroxidase labelling and erasing' (SIMPLE). Culturas primárias de células linfomononucleares (CLMN) de tonsilas sabidamente negativas para RV por PCR, foram infectadas in nitro, comRV (MOI=1). A replicação de RV foi titulada por TCIDso, mostrando aumento inicial (24 h) e subsequente queda após 48 horas. Por IF observamos que os fenótipos de CLMN infectadas com RV in vitro foram células T CD4 + e B, mas também com células C138 +, CD56 + e CD33 +. RV não infectou células CD123 +. RV foi isolado em WI38 e HeLa a partir de tecidos e secreções de nasofaringe de pacientes com hipertrofia tonsilar sem sintomas de infecção respiratória aguda. Nossos resultados confirmam que tonsilas de pacientes sem sintomas respiratórios agudos podem ser reservatórios de RV, que infecta não somente epitélio, mas também CLMN (frequentemente linfócitos T CD4 + e linfócitos B). A detecção de RNA intermediário replicativo e proteínas estruturais VP1 e VP2 nas tonsilas hipertróficas, além do isolamento de vírus infeccioso a partir de tecidos e secreções nasofaríngeas, classificam tonsilas hipertróficas como sítios de infecção e replicação de RV, e sugerem que esses indivíduos hipertróficos são portadores assintomáticos de RV persistente, e podem ser importantes fontes de transmissão de RV na comunidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.05.2017
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINS JÚNIOR, Ronaldo Bragança; ARRUDA NETO, Eurico. Infecção por rinovírus em células linfoides de tonsilas humanas. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-26042018-111713/ >.
    • APA

      Martins Júnior, R. B., & Arruda Neto, E. (2017). Infecção por rinovírus em células linfoides de tonsilas humanas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-26042018-111713/
    • NLM

      Martins Júnior RB, Arruda Neto E. Infecção por rinovírus em células linfoides de tonsilas humanas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-26042018-111713/
    • Vancouver

      Martins Júnior RB, Arruda Neto E. Infecção por rinovírus em células linfoides de tonsilas humanas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-26042018-111713/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022