Exportar registro bibliográfico

Papel da oncoproteína I2PP2A/SETna regulação da autofagia em linhagens celulares de câncer de cabeça e pescoço (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAVALCANTI NETO, MARINALDO PACIFICO - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: NEOPLASIAS DE CABEÇA E PESCOÇO; APOPTOSE; CÉLULAS
  • Language: Português
  • Abstract: A proteína SET (I2PP2A) encontra-se acumulada em carcinoma epidermóide de cabeça e pescoço (CECP) e o seu knockdown por RNA de interferência (siRNA) sensibilizou à morte células CECP em cultura sob estresse oxidativo. As células tumorais apresentam mecanismos para escapar da morte sob condições adversas, e a autofagia é uma estratégia de sobrevivência. Visando entender a participação da proteína SET na regulação da autofagia/mitofagia em CECP, avaliamos os efeitos da redução, por meio de siRNA, dos níveis da proteína SET em linhagens celulares de CECP, a saber Cal27, HN12 e HN13, mediante estimulo ou não com o indutor de autofagia PP242 (na maioria dos experimentes), bem como da super-expressão da proteína sobre o fluxo autofágico na linhagem celular não tumoral NOK-SI (Normal Oral Keratinocyte- spontaneously immortalized). As linhagens CECP com knockdown da SET apresentaram acentuado fluxo autofágico, principalmente sob estímulo autofágico com PP242, caracterizado por acúmulo de LC3B e p62 em presença de cloroquina. A disfunção mitocondrial promove fissão e mitofagia. Em presença de PP242 ou do desacoplador mitocondrial valinomicina, células CECP com knockdown da SET apresentaram aumento da mitofagia, caracterizada por degradação de proteínas mitocondriais, em associação com intensa co-localização entre marcadores de autofagia e mitocôndrias. Análise por microscopia eletrônica revelou que o knockdown da SET promoveu por si alterações mitocondriais, caracterizadas pela presença de estruturas vacuolares e redução de cristas. Em combinação com PP242, intensa formação vacuolar e fragmentação celular foram reveladas. O efeito foi acompanhado por redução da viabilidade celular e ativação da apoptose, associados ao comprometimento da sinalização de sobrevivência relacionada com a via AKT-mTOR, assim como ativação da viaAMPKα-ULK1, ambas envolvidas na regulação de autofagia. Inibição farmacológico ou genética da autofagia protegeu as células Cal27 com redução de SET da morte por apoptose. As modificações pós-traducionais das histórias regulam autofagia. O knockdown da SET em células CECP foi acompanhada de aumento da acetilação da historia H4 no resíduo Lys12, além de redução nos níveis de HDAC6, principalmente nas mitocôndrias. A superexpressão da SET na linhagem NOK-SI resultou em bloqueio do fluxo autofágico, além de modulação negativa da acetilação da histona H4, e aumento nos níveis de HDAC6. Estes resultados sugerem SET como novo regulador de autofagia/mitofagia em células de CECP
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.03.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALCANTI NETO, Marinaldo Pacífico; CURTI, Carlos; LEOPOLDINO, Andréia Machado. Papel da oncoproteína I2PP2A/SETna regulação da autofagia em linhagens celulares de câncer de cabeça e pescoço. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Cavalcanti Neto, M. P., Curti, C., & Leopoldino, A. M. (2017). Papel da oncoproteína I2PP2A/SETna regulação da autofagia em linhagens celulares de câncer de cabeça e pescoço. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cavalcanti Neto MP, Curti C, Leopoldino AM. Papel da oncoproteína I2PP2A/SETna regulação da autofagia em linhagens celulares de câncer de cabeça e pescoço. 2017 ;
    • Vancouver

      Cavalcanti Neto MP, Curti C, Leopoldino AM. Papel da oncoproteína I2PP2A/SETna regulação da autofagia em linhagens celulares de câncer de cabeça e pescoço. 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020