Exportar registro bibliográfico

Variáveis mediadoras do Burnout em profissionais de serviços de urgência e emergência: aplicabilidade do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS) (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: PEREIRA, SANDRA DE SOUZA - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERP
  • Subjects: ESTRESSE PROFISSIONAL; ANÁLISE FATORIAL; SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA PSIQUIÁTRICA; ESTRESSE
  • Keywords: Análise fatorial confirmatória; Burnout; Burnout; Confirmatory Factorial analysis; Emergency services; Estresse; Health professionals; Profissionais de saúde; Serviços de emergência; Stress
  • Language: Português
  • Abstract: Stress, Escala de Estresse Percebido, Psychiatric Screeming Questionnaire, Questionário de Estilo de Vida Fantástico, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e Escala de Reajustamento Social de Homes- Rahe. Os dados foram analisados por meio de análise fatorial confirmatória (AFC) e testes Qui-Quadrado de Pearson ou do teste Exato de Fisher para proceder os testes correlacionais. Adotou-se um nível de significância de 5%. Resultados: Os resultados obtidos mostram que o MBI-HSS é um instrumento confiável e fatorialmente válido para medir o Burnout. Todos os itens que compõem a escala apresentaram assimetria e curtose adequadas, atestando a sensibilidade psicométrica desses itens na amostra. A análise fatorial confirmou a estrutura trifatorial proposta para o MBI-HSS. Os itens 9, 12, 15 e 16 apresentaram peso fatorial abaixo do considerado adequado e foram removidos do modelo. O modelo hierárquico de segunda ordem com as modificações mencionadas apresentou ajustamento adequado aos dados e pode ser considerado o melhor e mais parcimonioso modelo testado de acordo com os índices da teoria da informação. O Burnout foi identificado em 13,2% da amostra e 24,5% dos participantes sofreram estresse precoce na infância, 11,3% apresentaram um estilo de vida considerado regular, 35,5% apresentaram ansiedade, 27,7% apresentaram depressão, 46,5% apresentaram sintomas de estresse e 37,9% apresentam fortes chances de adoecer e também apresentam transtornos mentaiscomuns. Houve associação entre Burnout e as seguintes variáveis: escolaridade, estresse precoce, sintomas de estresse, fase do estresse, tipo de sintomas, percepção de estresse, sofrimento mental comum, estilo de vida, ansiedade e depressão. As correlações foram evidenciadas entre Burnout e: tipo de serviço (p=0,032; OR: 0,187), escolaridade (p=0,029; OR: 2,313), percepção do estresse (p=0,037; OR: 1,67) e chances razoáveis de adoecer (p=0,031; OR: 0,279). Considerações finais: Os resultados confirmaram ambas as hipóteses do estudo, confirmando o modelo tridimensional que foi proposto para o MBI-HSS e demonstrando ser um instrumento confiável e fatorialmente válido para medir o Burnout e que algumas variáveis se associaram e/ou correlacionaram à variável desfecho, comportando-se como mediadoras do processo de desenvolvimento do BurnoutIntrodução: A Síndrome de Burnout representa um importante fenômeno psicossocial da atualidade que ocorre como consequência do estresse laboral crônico. Demonstra ser um fenômeno bastante complexo e multifatorial. Os profissionais de saúde estão entre os profissionais mais acometidos pelo Burnout, e entre eles, encontram-se os profissionais que atuam nos serviços de emergências, que estão trabalhando constantemente em contato direto nos eventos traumáticos. Devido essa particularidade do serviço, podem estar mais suscetíveis ao comprometimento de seu bem-estar físico e emocional e, somado as variáveis individuais e ambientais desenvolverem Burnout. Objetivo: Avaliar a validade fatorial do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS) na amostra, verificar a prevalência de Burnout em profissionais de saúde e sua relação com as variáveis laborais, individuais e consequências para a saúde (adoecimento). Métodos: Estudo transversal, analítico de abordagem quantitativa. Avaliaram-se 282 profissionais de saúde (equipe de enfermagem, médicos e radioperadores) atuantes nos serviços de urgência e emergência (serviço móvel, pré-hospitalar e hospitalar) de um município do interior do estado de São Paulo (Brasil). Procedeu-se a avaliação por meio da autoaplicação dos seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico de condições de trabalho e saúde, o Inventário de Burnout de Maslach, Childhood Trauma Questionnaire, Inventário de Sintomas de
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.05.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA, Sandra de Souza; CARDOSO, Lucilene. Variáveis mediadoras do Burnout em profissionais de serviços de urgência e emergência: aplicabilidade do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS). 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-17082017-130158/ >.
    • APA

      Pereira, S. de S., & Cardoso, L. (2017). Variáveis mediadoras do Burnout em profissionais de serviços de urgência e emergência: aplicabilidade do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-17082017-130158/
    • NLM

      Pereira S de S, Cardoso L. Variáveis mediadoras do Burnout em profissionais de serviços de urgência e emergência: aplicabilidade do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-17082017-130158/
    • Vancouver

      Pereira S de S, Cardoso L. Variáveis mediadoras do Burnout em profissionais de serviços de urgência e emergência: aplicabilidade do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-17082017-130158/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021