Exportar registro bibliográfico

Os efeitos da instrução na aquisição-aprendizagem lexical: implícito vs explícito (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, VIVIANE CARVALHO DE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLM
  • Subjects: LÍNGUA ITALIANA; APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA; COMPETÊNCIA LINGUÍSTICA; LÉXICO
  • Keywords: Aprendizes brasileiros; Brazilian learners; Competência lexical; Explicit instruction; Implicit instruction; Instrução explícita; Instrução implícita; Lexical competence
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa tem como foco a análise dos efeitos produzidos pela instrução implícita e pela instrução explícita na aquisição-aprendizagem lexical por parte de aprendizes brasileiros de italiano, realizada comparando dados coletados em três momentos: antes, logo depois e um mês depois da intervenção didática. No primeiro tipo de instrução, a implícita, a atenção dos aprendizes não foi direcionada para o elemento lexical. Após a leitura dos textos input, foram realizadas atividades comunicativas, cujas características foram a interação e a negociação de sentido (SWAIN, 1985, 2005; LONG, 1996). Para a instrução explícita, após a leitura dos mesmos textos input, foram realizadas atividades com foco no léxico (LEWIS, 1993, 1997; PARIBAKHT; WESCHE, 1996; SÖKMEN, 1997). O experimento didático teve oito horas de duração, distribuídas em quatro encontros, para os quais foram selecionadas 10 palavras-alvo a partir dos textos input. Participaram desse experimento 27 aprendizes, dos quais 16 fizeram parte do grupo que realizou atividades com instrução implícita e 11 do grupo que teve atividades com instrução explícita. Antes das atividades didáticas, os aprendizes dos dois grupos realizaram um pré-teste receptivo, tendo como modelo a Vocabulary Knowledge Scale (VKS) de Paribakht e Wesche (1996), e um pré-teste produtivo de descrição de imagens. Após a intervenção didática e um mês depois da intervenção, a VKS foi aplicada novamente com mais dois pós-testes produtivos. Osresultados foram analisados à luz dos estudos de aquisição-aprendizagem de línguas estrangeiras e da Pragmática lexical e apontaram para uma vantagem da instrução explícita em relação ao conhecimento receptivo de curto prazo. Em relação aos efeitos a longo prazo, na instrução implícita foram obtidos resultados mais significativos, já que foram mantidos os mesmos níveis constatados nos pós-testes, enquanto na explícita houve uma diminuição de 21%. No que se refere ao aspecto produtivo e à variação lexical, nos dois tipos de instrução não foram constatadas diferenças significativas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.03.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Viviane Carvalho de; SANTORO, Elisabetta Antonietta Rita Maria Carmela. Os efeitos da instrução na aquisição-aprendizagem lexical: implícito vs explícito. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-22052017-114627/ >.
    • APA

      Oliveira, V. C. de, & Santoro, E. A. R. M. C. (2017). Os efeitos da instrução na aquisição-aprendizagem lexical: implícito vs explícito. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-22052017-114627/
    • NLM

      Oliveira VC de, Santoro EARMC. Os efeitos da instrução na aquisição-aprendizagem lexical: implícito vs explícito [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-22052017-114627/
    • Vancouver

      Oliveira VC de, Santoro EARMC. Os efeitos da instrução na aquisição-aprendizagem lexical: implícito vs explícito [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-22052017-114627/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021