Exportar registro bibliográfico

Estudo da plasticidade sinóptico da via hipocampo-córtex pré-frontal e sua relação com as alterações comportamentais e moleculares em ratos submetidos a Status epilepticus durante o desenvolvimento (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: RUGGIERO, RAFAEL NAIME - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: INFÂNCIA; EPILEPSIA DO LOBO TEMPORAL; CÓRTEX PRÉ-FRONTAL; HIPOCAMPO
  • Language: Português
  • Abstract: Crises durante o desenvolvimento são frequentes e estão associadas com prejuízos cognitivos e sintomas psiquiátricos na vida adulta. Embora apenas uma pequena parcela de pacientes desenvolva epilepsia, estudos retrospectivos de pacientes com epilepsia do lobo temporal (ELT) refratária indicam um histórico de crise na infância em 20-60 % dos casos. Animais jovens submetidos a Status epilepticus (SE) não apresentam as características neuropatológicas classicamente associadas à ELT. Entretanto, apresentam alterações comportamentais relacionadas a prejuízos de memória e aprendizagem. Nossa hipótese é de que estas alterações comportamentos sutis podem se manifestar como modificações da conectividade entre o hipocampo e o córtex pré-frontal (CPF). O objetivo deste trabalho foi caracterizar como o Status epilepticus induzido na infância afeta a plasticidade sinóptico e a atividade oscilatória da via CA1-CPFm e a excitabilidade hipocampal, e como esses parâmetros se relacionam com alterações comportamentais e moleculares. Para isso, ratos Wistar machos com 12 dias de idade foram submetidos à indução de SE por administração de litio e pilocarpina. Quando adultos, estes animais foram submetidos à uma tarefa de memória de trabalho espacial no labirinto radial, e avaliação do comportamento exploratório, no teste do campo aberto, e do filtro sensório-motor, no teste da inibição prépulso do reflexo de sobressalto acústico (PPI). Posteriomente, os ratos foram submetidos à cirurgia estereotáxica para a realização dos testes eletrofisiológicos, com regustro de potenciais evocados e da atividade oscilatória espontânea. Pulsos monofásicos pareados foram aplicados na região CA1 do hipocampo e o potencial evocado foi registrado no córtex pré-frontal medial (CPFm). Em um grupo de animais foi aplicada estimulação de alta frequência - para indução de LTP - e em outro grupo deanimais foi aplicado estimulo elétrico para indução de pós-descarga hipocampal. Os animais foram perfundidos e o encéfalo foi processado para as análises imuno-histoquimicas de densidade neuronal (NeuN), expressão de parvalbumina e de receptores mGluR5. Nossos resultados mostram que animais submetidos a SE apresentam prejuízo cognitvo quando testados no labirinto radial, hiperlocomoção no teste do campo aberto, prejuízo no filtro sensório-motor no PPI e maior LTP após estimulação de alta frequência. Não houve diferença na duração, intensidade e efeitos no potencial evocado no CPFm após indução de pós-descarga. As análises oscilatórias revelaram um perfil semelhante do espectro de potência entre os animais SE e os controles. Entretanto, animais submetidos a SE apresentaram um maior acoplamento entre a frequência deita (1-2 Hz) e gama rápido (65-100 Hz). Nossas análises de imuno-histoquimica não revelaram perda neuronal significativa após SE na infância, nem mudanças na expressão de parvalbumina e de mGluR5. As alterações na modulação entre frequências no CPFm indicam que as consequências das crises na infância se estendem ao CPF, o que pode explicar a alta prevalência de comorbidades psiquiátricas relacionadas a crises durante o desenvolvimento. A potencializarão da LTP na via CA1-CPFm nos animais SE pode estar relacionada tanto a alterações no processamento cognitivo quanto a um estado de maior conectividade entre o hipocampo e o CPFm, que por sua vez pode facilitar a distribuição e amplificação de atividades ictais, contribuindo para a epileptogênese. Portanto, nossos resultados sugerem que as alterações comportamentais e cognitivas nestes animais estão intimamente relacionadas às alterações na dinâmica e no funcionamento da comunicação entre regiões cerebrais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.11.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RUGGIERO, Rafael Naime; LEITE, João Pereira. Estudo da plasticidade sinóptico da via hipocampo-córtex pré-frontal e sua relação com as alterações comportamentais e moleculares em ratos submetidos a Status epilepticus durante o desenvolvimento. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
    • APA

      Ruggiero, R. N., & Leite, J. P. (2016). Estudo da plasticidade sinóptico da via hipocampo-córtex pré-frontal e sua relação com as alterações comportamentais e moleculares em ratos submetidos a Status epilepticus durante o desenvolvimento. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ruggiero RN, Leite JP. Estudo da plasticidade sinóptico da via hipocampo-córtex pré-frontal e sua relação com as alterações comportamentais e moleculares em ratos submetidos a Status epilepticus durante o desenvolvimento. 2016 ;
    • Vancouver

      Ruggiero RN, Leite JP. Estudo da plasticidade sinóptico da via hipocampo-córtex pré-frontal e sua relação com as alterações comportamentais e moleculares em ratos submetidos a Status epilepticus durante o desenvolvimento. 2016 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020