Exportar registro bibliográfico

Estudo químico de micro-organismos na produção de corantes naturais (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, JACQUELINE NAKAU MENDONÇA GALIOTE - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: CORANTES; CROMATOGRAFIA; ESPECTROMETRIA DE MASSAS
  • Language: Português
  • Abstract: A busca por um mundo mais sustentável e ecologicamente correto, aliado a consumidores cada vez mais cuidadosos com a saúde, meio ambiente e ética, impulsionou o interesse pelo uso de corantes naturais como alternativa para a substituição dos corantes sinteticos, os quais estão relacionados diretamente a problemas de saúde humana e ambientais. A obtenção de corantes naturais por processos fermentativos de micro-organismos merece destaque dentre as diferentes fontes de corantes naturais existentes, uma vez que possibilita o controle e aperfeiçoamento do processo biotecnológico, é independente de condições climáticas e demanda menos espaço físico. Neste sentido, o objetivo deste estudo foi produzir, isolar, caracterizar e avaliar a estabilidade de dois corantes naturais, um identificado com balmoralmicina isolado da actinobactéria Streptomyces rishiriense e o segundo, identificado como eritrostominona isolado do fungo (LCOlA). Os dois corantes naturais em pó apresentaram estabilidade acima de 75% à temperatura (60°C) e umidade (75%) por 10 dias. Porém, apresentaram uma baixa estabilidade à radiação luminosa quando em solução aquosa, com 100% de degradação de ambos os corantes. Este resultado é interessante do ponto vista ambiental, principalmente no processo de tratamento de efluentes. Com relação à variação do pH, os dois corantes se mostraram estáveis em pH te pH 6, porém em pH 13 houve mudança de coloração. Neste estudo também foram realizadas reações de modificações estruturais para os dois corantes. Ensaios de citotoxicidade com azul de Tripano indicaram que apenas a eritrostominona apresenta efeito citotóxico na concentração de 100 μg.mL-1. Ensaios de Artemia salina também indicaram a baixa toxicidade dos compostos avaliados. Os produtos das reações de derivatização, metilação, acetilação e carboxilação, também foramestudados tanto do ponto de vista da estabilidade quanto da toxicidade. Portanto, além de os microorganismos apresentarem-se como fonte promissora de corantes naturais, reações de modificações estruturais resultam em diversidade de composto que abre novas perspectivas para aplicação destes corantes naturais na indústria
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.10.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MENDONÇA, Jacqueline Nakau; MORAES, Luiz Alberto Beraldo de; OLIVEIRA, Danielle Palma de. Estudo químico de micro-organismos na produção de corantes naturais. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
    • APA

      Mendonça, J. N., Moraes, L. A. B. de, & Oliveira, D. P. de. (2016). Estudo químico de micro-organismos na produção de corantes naturais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mendonça JN, Moraes LAB de, Oliveira DP de. Estudo químico de micro-organismos na produção de corantes naturais. 2016 ;
    • Vancouver

      Mendonça JN, Moraes LAB de, Oliveira DP de. Estudo químico de micro-organismos na produção de corantes naturais. 2016 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020