Exportar registro bibliográfico

Influência da dor miofascial sobre a qualidade de vida e a postura em mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, VÂNIA TIE KOGA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; MASTECTOMIA; DOR CRÔNICA
  • Language: Português
  • Abstract: A dor crônica que afeta mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama envolve o componente muscular relacionado com a dor miofascial, e está é caracterizada, sobretudo, pela presença de pontos gatilhos miofasciais. O objetivo do presente estudo foi correlacionar a dor miofascial crônica mensurada por meio intensidade de dor, limiar de dor à pressão e catastrofização com a qualidade de vida, postura, distribuição da pressão plantar e temperatura cutânea, em mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama. Para tanto, foram incluídas no estudo 40 mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama, com média de idade de 54,71±14,00 anos, e queixa de dor na região do tronco superior, com ponto gatilho miofascial ativo e de localização central no músculo trapézio fibras descendentes. Foram empregadas na avaliação a escala numérica de dor, algometria, escala de pensamentos catastróficos sobre dor, termografia infravermelha, qualidade de vida, avaliação postural e baropodometria. A análise estatística foi apresentada por meio de medidas de tendência central e dispersão. A distribuição dos dados foi verificada por meio do teste de Shapiro-Wilk. Foi considerado o coeficiente de correlação de Pearson (r) para a associação de variáveis paramétricas e, para variáveis não paramétricas, foi empregado o coeficiente de correlação de Spearman (rs). Foram observados os seguintes resultados significativos: negativa associação entre a qualidade de vida e intensidade de dor (rs = -0,400, p = 0,031); negativa associação entre a qualidade de vida e catastrofização (rs = -0,472, p = 0,010); positiva associação entre a qualidade de vida e o limiar de dor à pressão do lado operado (r = 0,329, p = 0,038); positiva associação entre o ângulo da cifose torácica e a intensidade de dor (rs = 0,321, p = 0,044); e negativa associação entre o ângulo deprotrusão cervical e o limiar de dor à pressão do lado operado (rs = -0,474, p = 0,002) e do lado não operado (rs = -0,454, p = 0,003). A dor miofascial em mulheres que foram submetidas ao tratamento do câncer de mama gera redução na qualidade de vida e alterações posturais, com aumento dos ângulos da cifose torácica e de protrusão cervical
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Vânia Tie Koga; GUIRRO, Elaine Caldeira de Oliveira. Influência da dor miofascial sobre a qualidade de vida e a postura em mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
    • APA

      Ferreira, V. T. K., & Guirro, E. C. de O. (2016). Influência da dor miofascial sobre a qualidade de vida e a postura em mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferreira VTK, Guirro EC de O. Influência da dor miofascial sobre a qualidade de vida e a postura em mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama. 2016 ;
    • Vancouver

      Ferreira VTK, Guirro EC de O. Influência da dor miofascial sobre a qualidade de vida e a postura em mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama. 2016 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020