Exportar registro bibliográfico

Frida Kahlo, calor & frio: a escrita antropofágica, feminina e performativa do texto como ponto de partida de um experimento de criação e circulação (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAS, VIVIANE COSTA - ECA
  • Unidade: ECA
  • Sigla do Departamento: CAC
  • Subjects: TEATRO; DRAMATURGIA; PERFORMANCE; CRIAÇÃO ARTÍSTICA; GRUPOS TEATRAIS
  • Keywords: Dramaturgy; Female voice; Jurij Alschitz; Myth; Performativity of the word; Poetry
  • Language: Português
  • Abstract: É possível um diálogo com mitos em um texto teatral que, por suas características intrínsecas, estimule uma certa cena contemporânea e brasileira? Como escrever um texto que provoque uma relação de parceria com a encenação, fomentando operações poéticas em artistas e no público? A presente pesquisa partiu destas questões principais para a criação e sistematização de caminhos no âmbito do experimento Frida Kahlo- Calor e Frio, da Estelar de Teatro, uma companhia em que sou dramaturga e atriz e que desde 2006, se dedica à investigação teatral e à gestação de nova dramaturgia e peças. A atitude política antropofágica fundamenta a produção - nas interfaces artística e acadêmica - deste trabalho. Para a coleta de dados, além do uso de referências bibliográficas, a investigação identificou e sistematizou experiências da cena que marcaram uma atriz-dramaturga. Em especial, os legados de contatos sistemáticos com o diretor pedagogo Jurij Alchitz, desde 2011. A criação do texto é parte de seus objetivos, apresentado em fragmentos e analisado, muitas vezes a partir de suas relações com a cena. O material artístico fruto deste trabalho teve diversas experiências de encontro com o público, no palco e na rua, no Brasil e em outros países, refletidas nesta investigação. A título de conclusões, a pesquisa revela atitudes dramatúrgicas que favoreceram o diálogo com as questões inicialmente propostas: uma abordagem do mito como constelação de imagens em torno de um núcleo temático e a interrelação mito e poesia; bem como a tessitura de uma dramaturgia híbrida a partir do trânsito entre linguagens diversas e o texto teatral como material de jogo. As experimentações variadas, a partir das provocações deste tipo de texto, possibilitaram as ocorrências da performatividade da palavra e de uma autora performer.Os caminhos apontados pela investigação podem contribuir no trabalho de pesquisa e na prática de autores e também atores, diretores, performers e pedagogos teatrais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.11.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Viviane Costa; MARTINS, Marcos Aurélio Bulhões. Frida Kahlo, calor & frio: a escrita antropofágica, feminina e performativa do texto como ponto de partida de um experimento de criação e circulação. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27156/tde-06092016-144953/ >.
    • APA

      Dias, V. C., & Martins, M. A. B. (2015). Frida Kahlo, calor & frio: a escrita antropofágica, feminina e performativa do texto como ponto de partida de um experimento de criação e circulação. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27156/tde-06092016-144953/
    • NLM

      Dias VC, Martins MAB. Frida Kahlo, calor & frio: a escrita antropofágica, feminina e performativa do texto como ponto de partida de um experimento de criação e circulação [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27156/tde-06092016-144953/
    • Vancouver

      Dias VC, Martins MAB. Frida Kahlo, calor & frio: a escrita antropofágica, feminina e performativa do texto como ponto de partida de um experimento de criação e circulação [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27156/tde-06092016-144953/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021