Exportar registro bibliográfico

Lutas simbólicas e doxa: jornalistas e acadêmicos no caso da lista dos improdutivos da USP (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CHIARAMONTE, ALINE RODRIGUES - FFLCH
  • Unidades: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FSL
  • Subjects: UNIVERSIDADE; PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS; DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA
  • Keywords: Acadêmicos; Academics; Doxa; Elites jornalísticas; Journalism elite
  • Language: Português
  • Abstract: A interface entre dois campos distintos de produção simbólica constituem o objeto dessa pesquisa. Utilizando como recurso heurístico o caso da lista dos improdutivos, polêmica criada pela divulgação no jornal Folha de S. Paulo de uma relação de nomes de professores elaborada pela reitoria da USP que supostamente não haviam publicado trabalhos acadêmicos entre 1985 e 1986, a dissertação analisa as relações entre acadêmicos e jornalistas no que concerne à luta pela imposição de princípios de classificação relativos à organização da sociedade brasileira. As interações entre os agentes e grupos que dão corpo ao evento revestem-se de significado na medida em que permitem o acesso a realidades sócio-históricas, funcionando como janelas abertas para as estruturas, revelando relações de força, espaços posicionais e suas regras. Nessa lógica, o estudo desse momento de interação centrado na trajetória dos agentes que tomaram parte nele, permite tornar inteligíveis as atitudes e concepções (tomadas de posição) que eles adotam e os recursos mobilizados no conflito que se instaurou. Assim, sob a aparência de descrever os problemas da universidade, as tomadas de posição dos agentes envolvidos no caso revelam princípios de como ver e de como atuar no processo de modernização das instituições e do Estado no período. Nessa direção, as relações entre o jornalismo e a universidade são analisadas como uma aproximação pela concorrência, na medida em que um grupo de jornalistas da Folha de S.Paulo, detentores de um conjunto específico de propriedades, procura difundir a ideia da necessidade de modernização das instituições, ao mesmo tempo em que uma elite de acadêmicos, que detêm recursos simbólicos para impor seu modo de pensar, também se demonstra afeita à construção dessa doxa. Apesar de não serem de todo semelhantes, tais percepções se encontram no mesmo registro, contribuindo para a produção de uma prescrição a respeito da modernização do Estado e da sociedade, que foi gradualmente sendo naturalizada e realizada a partir do final da década de 1980
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.11.2015
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHIARAMONTE, Aline Rodrigues; GARCIA, Sylvia Gemignani. Lutas simbólicas e doxa: jornalistas e acadêmicos no caso da lista dos improdutivos da USP. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-16032016-153615/ >.
    • APA

      Chiaramonte, A. R., & Garcia, S. G. (2015). Lutas simbólicas e doxa: jornalistas e acadêmicos no caso da lista dos improdutivos da USP. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-16032016-153615/
    • NLM

      Chiaramonte AR, Garcia SG. Lutas simbólicas e doxa: jornalistas e acadêmicos no caso da lista dos improdutivos da USP [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-16032016-153615/
    • Vancouver

      Chiaramonte AR, Garcia SG. Lutas simbólicas e doxa: jornalistas e acadêmicos no caso da lista dos improdutivos da USP [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-16032016-153615/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020