Exportar registro bibliográfico

Ampliação do acesso à gastrostomia endoscópica por meio da revisão de práticas gerenciais e operacionais (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA FILHO, JOÃO ALMIRO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RMS
  • Subjects: GASTROSTOMIA; CIRURGIA; ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE; CUSTOS DOS CUIDADOS DE SAÚDE
  • Language: Português
  • Abstract: A indicação da Gastrostomia Endoscópica Percutânea (GEP) tem aumentado com a mudança do perfil demográfico, epidemiológico e socioeconômicos dos países em desenvolvimento, o que justifica a adoção de estratégias que reduzam o tempo de espera para a sua realização. O objetivo desse estudo é avaliar a influência da revisão de práticas gerenciais e operacionais na ampliação do acesso à realização da GEP. Foram estudados os prontuários dos pacientes submetidos à GEP entre os anos de 2008 a 2013, nos Centros Cirúrgico (GEPCC, n=63) e de Endoscopia (GEPCE, n=72) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, mediante coleta de dados epidemiológicos, gerenciais, processuais, clínicos e de custos. Os grupos estudados eram semelhantes nos aspectos epidemiológicos e clínicos. Entre o ano de 2008 a novembro de 2011 todas a GEP foram realizadas no Centro Cirúrgico (média de 1,3 procedimento/mês). Por outro lado, entre novembro de 2011 a outubro de 2013, as GEP passaram a ser realizadas predominantemente no Centro de Endoscopia (média de 3,1 procedimento/mês). No grupo GEPCC, 62,1% dos pacientes estavam ou foram internados, todos os procedimentos foram realizados com esterilização dos endoscópios e presença de anestesiologistas (82,2% com anestesia geral). No grupo GEPCE, todos os procedimentos foram realizados com desinfecção de alto nível dos endoscópios, o anestesiologista esteve presente em 2,8% dos procedimentos e apenas 25% dos pacientes foram internados. A duração média do tempo de ocupação da sala cirúrgica, em minutos, foi significativamente maior no grupo GEPCC (74,6) em comparação ao registrado no grupo GEPCE (48,17). O Custo médio para a realização da GEP foi significativamente menor go grupo GEPCE (RAs práticas adotadas (realização da GEP em centros de endoscopia e, em regime ambulatorial, com emprego de sedação profunda e anestesia local e endoscópio com desinfecção de alto nível) foram seguras, reduziram custos e ampliaram o acesso à GEP
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.09.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA FILHO, João Almiro; SANTOS, José Sebastião dos. Ampliação do acesso à gastrostomia endoscópica por meio da revisão de práticas gerenciais e operacionais. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Ferreira Filho, J. A., & Santos, J. S. dos. (2015). Ampliação do acesso à gastrostomia endoscópica por meio da revisão de práticas gerenciais e operacionais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferreira Filho JA, Santos JS dos. Ampliação do acesso à gastrostomia endoscópica por meio da revisão de práticas gerenciais e operacionais. 2015 ;
    • Vancouver

      Ferreira Filho JA, Santos JS dos. Ampliação do acesso à gastrostomia endoscópica por meio da revisão de práticas gerenciais e operacionais. 2015 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021