Exportar registro bibliográfico

Protocolo de terapia miofuncional orofacial para crianças com mordida aberta anterior (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: MEDEIROS, ANA PAULA MAGALHÃES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: FONOAUDIOLOGIA; MORDIDA ABERTA; TERAPIA POR EXERCÍCIO; PROTOCOLOS CLÍNICOS
  • Keywords: Terapia miofuncional; Exercise therapy; Language and hearing sciences; Myofunctional therapy; Open bite; Speech
  • Language: Português
  • Abstract: A terapia fonoaudiológica tem sido associada ao tratamento ortodôntico da mordida aberta anterior a fim de promover a adequação dos músculos e das funções estomatognáticas. Apesar de relatos positivos, ainda é necessária a comprovação científica de programas terapêuticos. Objetivos: Propor eanalisar a eficácia de um programa de terapia miofuncional orofacial (TMO) para crianças com mordida aberta anterior. Método: Estudo clínico, com intervenção terapêutica. Sujeitos: Participaram do estudo 50 sujeitos na fase de dentição mista, na faixa etária de 6 a 11 anos (8,96±1,45). Vinte e oito sujeitos com mordida aberta anterior (grupo MAA), sendo 16 classificados como MAA dentoalveolar (8,93 ± 1,48) e 12 como MAA esquelética (9,00 ± 1,41), em tratamento ortodôntico Clínica de Ortodontia Preventiva da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP-USP). Vinte e dois sujeitos, pareados por idade e sexo, com oclusão normal participaram do grupo controle (grupo C). Todos realizam exame radiográfico para análise cefalométrica, eletromiografia de superfície (EMG) dos músculos temporal, feixe anterior, e masseter; medidas antropométricase de pressão de língua e lábio e avaliação miofuncional orofacial com escores expandido (AMIOFE-expandido). Depois do programa de TMO, os sujeitos do grupo MAA foram reavaliados empregando os mesmos métodos, exceto o radiográfico. Os dados foram analisados pelo teste de Mann-Whitney para amostras não pareadas (comparação dos grupos MAA e C), e o teste de Wilcoxon para amostras pareadas (comparação do grupo MAA antes e depois da TMO). Resultados: Mudanças positivas na musculatura e funções estomatognáticas após a TMO promoveu a superação de diferenças existentes entre grupo MAA e grupo C, dentre elas na atividade dos músculos mastigatórios (P>0.05). Em relação à avaliação inicial, após a TMO o grupo MAA apresentou aumento da capacidadeda língua para produzir pressão; aumento dos escores das categorias aparência/postura e mobilidade, bem como deglutição, mastigação e escore total do protocolo AMIOFE-expandido, todos com P< 0,05. Conclusão: O programa de TMO adotado foi eficaz, tendo contribuído para a aparência, a postura e o controle motor orofacial em sujeitos com MAA, durante o tratamento ortodôntico. Influenciaram os resultados da terapia a idade dos sujeitos e a condição miofuncional orofacial antes da TMO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.06.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MEDEIROS, Ana Paula Magalhães; FELÍCIO, Cláudia Maria de. Protocolo de terapia miofuncional orofacial para crianças com mordida aberta anterior. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-01022016-111341/ >.
    • APA

      Medeiros, A. P. M., & Felício, C. M. de. (2015). Protocolo de terapia miofuncional orofacial para crianças com mordida aberta anterior. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-01022016-111341/
    • NLM

      Medeiros APM, Felício CM de. Protocolo de terapia miofuncional orofacial para crianças com mordida aberta anterior [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-01022016-111341/
    • Vancouver

      Medeiros APM, Felício CM de. Protocolo de terapia miofuncional orofacial para crianças com mordida aberta anterior [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-01022016-111341/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021