Exportar registro bibliográfico

O saber e a prática das cuidadoras no contexto da residência terapêutica (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: ARAUJO, LUIZ HENRIQUE DE - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERP
  • Subjects: SAÚDE MENTAL; CUIDADOS DOMICILIARES DE SAÚDE; DESINSTITUCIONALIZAÇÃO
  • Keywords: Caregivers, Deinstitutionalization; Cuidadores; Desinstitucionalização; Mental Health; Psicanálise; Psychoanalysis; Saúde Mental; Serviços Residenciais Terapêuticos; Therapeutic Residential Services
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo analisar o saber e a prática das cuidadoras no contexto da residência terapêutica. Apoiou-se no referencial teórico da psicanálise. Trata-se de uma pesquisa descritivo exploratória com abordagem metodológica qualitativa, realizada em um Serviço Residencial Terapêutico, situado no interior paulista. Participaram do estudo doze cuidadoras que atuavam em cinco residências terapêuticas. Após a aprovação do estudo por um Comitê de Ética em Pesquisa com seres humanos, os dados foram coletados por meio de observação participante e entrevistas semiestruturada audiogravadas, complementadas pelo diário de campo, de abril a setembro de 2013. Os dados foram analisados, seguindo-se os pressupostos da análise de conteúdo temática. Da análise realizada, a partir dos textos produzidos, emergiram três categorias: Governança da Residência Terapêutica; A maternagem; O saber/fazer das cuidadoras. A primeira categoria, Governança da Residência revelou os diversos tipos de atividades realizadas pelas cuidadoras nas Residências, desde as atividades domésticas, de acompanhamento e encaminhamento dos moradores nas questões de saúde, e também nas atividades de lazer (festas, passeios e viagens); e como essas atividades repercutem na relação cuidador-morador. A categoria A maternagem revelou os sentimentos das cuidadoras mobilizados e atualizados pela relação transferencial com os moradores: amor, carinho, dó, raiva, saudade, medo. E como esse vínculo forte e positivo funciona como um norteador do processo de cuidado. A terceira categoria O saber/fazer das cuidadoras diz sobre a formação das cuidadoras, que operam inicialmente em sua prática a partir de um saber leigo, que permite um olhar para os moradores para além da doença e do diagnóstico, não técnico. Sendo assim, as cuidadoras se formam a partir de sua experiência de trabalho e de sua participação nas reuniões de equipe e desupervisão oferecidas pelo Serviço, onde se analisa e se compartilha as estratégias de cuidado encontradas, o não saber, as angústias, os acertos, os fracassos, entre outros
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.02.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ARAÚJO, Luiz Henrique de; SAEKI, Toyoko. O saber e a prática das cuidadoras no contexto da residência terapêutica. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-08052015-172157/ >.
    • APA

      Araújo, L. H. de, & Saeki, T. (2015). O saber e a prática das cuidadoras no contexto da residência terapêutica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-08052015-172157/
    • NLM

      Araújo LH de, Saeki T. O saber e a prática das cuidadoras no contexto da residência terapêutica [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-08052015-172157/
    • Vancouver

      Araújo LH de, Saeki T. O saber e a prática das cuidadoras no contexto da residência terapêutica [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-08052015-172157/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020