Exportar registro bibliográfico

Avaliação de anticorpos policlonais em bovinos adaptados ou não à dietas com alta proporção de carboidratos prontamente fermentescíveis após indução à acidose (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CASSIANO, EDUARDO CUELAR ORLANDI - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VNP
  • Subjects: DIETA ANIMAL; DIGESTIBILIDADE (AVALIAÇÃO); FATORES IMUNOLÓGICOS (EFEITOS;AVALIAÇÃO)
  • Keywords: Fermentação ruminal; Haptoglobin; Haptoglobina; Microbiologia ruminal; Rumen; Rúmen; Rumen fermentation; Rumen microbiology; Ruminant; Ruminante
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de um preparado de anticorpos policlonais (PAP) contra bactérias ruminais específicas, Streptococcus bovis e Fusobacterium necrophorum, em parâmetros ruminais da fermentação, em vacas canuladas, adaptadas ou não a uma dieta de alta proporção de carboidratos prontamente fermentescíveis, após indução à acidose. O delineamento experimental utilizado foi o quadrado latino 3X3 replicado em arranjo fatorial de tratamentos 3X2, sendo 2 aditivos alimentares (PAP na apresentação em pó - PAPP e PAP na apresentação líquida - PAPL) mais um grupo controle (CON) e dois manejos de adaptação à dieta, resultando em seis tratamentos. O primeiro quadrado latino foi submetido a um protocolo de adaptação à dieta do tipo gradual ou step-up: dos dias D0 a D4 os animais receberam 100% de forragem; do D5 ao D9, 30% de concentrados e do D10 ao D14, 60% de concentrados. O segundo quadrado latino recebeu 100% de forragem do D0 ao D14 (sem adaptação). Nos D15 e D16, todos os animais receberam dieta com 80% de concentrados. Para as análises foram coletadas amostras de líquido ruminal a cada 3 horas a partir da 0h antes da alimentação até as 36h (D15 e D16) durante o desafio com uma dieta de 80% de concentrados. Os dados foram analisados pelo procedimento Mixed do SAS com nível de significância de 0,05. Foi observada interação entre tempo e adaptação (P<0,05) para pH ruminal com diferença entre método de adaptação nas 0, 3, 6, 9, 12 e 36 horas pós alimentação, quando o grupo não adaptado teve valores maiores que o grupo adaptado, sendo que na hora 24 ocorreu o contrário. Para a concentração de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), nas horas 0, 3, 6, 9 e 36 pós alimentação o grupo adaptado obteve maiores valores comparado ao grupo não adaptado. Para proporção molar de acetato, a 0 hora o grupo sem adaptação obteve valores maiores comparadoao grupo adaptado. Já nas horas 24, 27 e 30 o grupo com adaptação que obteve maiores valores. Para a proporção molar de propionato o grupo sem adaptação teve valores mais altos em comparação ao outro grupo das 3 às 36 horas pós alimentação. Quanto à proporção acetato:propionato (Ac:Pr) às 6, 12, 24, 27, 30 e 36 horas pós alimentação, o grupo de animais adaptados teve valores mais altos que o grupo não adaptado. Na proporção molar de butirato, o grupo de animais adaptados obteve maiores valores nas horas 0, 3, 6, 9, 12, 33 e 36. Para os valores de nitrogênio amoniacal (N-NH3), às 6 horas pós alimentação, o grupo não adaptado obteve maiores valores que o grupo adaptado (26,1 vs. 19,3, respectivamente). Nas horas 9, 30, 33 e 36 ocorreu o contrário. Observou-se também interação entre tempo e aditivo (P=0,0430) para a proporção molar de butirato. Porém, quando a análise foi realizada por tempo, nenhum efeito foi observado. Para os valores relativos de protozoários mensurados (Dasytricha, Isotricha, Epidinium, Diplodinium e Entodinium) apenas o Entodinium apresentou efeito de adaptação (P<0,0236) tendo sua proporção maior no grupo adaptado. Os valores de haptoglobina também não foram influenciados nem por aditivo nem por adaptação. O preparado de anticorpos policlonais não foi tão eficaz quanto a adaptação gradual à dieta de alto concentrado para controlar alterações dos parâmetros ruminais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CASSIANO, Eduardo Cuelar Orlandi; RODRIGUES, Paulo Henrique Mazza. Avaliação de anticorpos policlonais em bovinos adaptados ou não à dietas com alta proporção de carboidratos prontamente fermentescíveis após indução à acidose. 2012.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-17042014-100147/ >.
    • APA

      Cassiano, E. C. O., & Rodrigues, P. H. M. (2012). Avaliação de anticorpos policlonais em bovinos adaptados ou não à dietas com alta proporção de carboidratos prontamente fermentescíveis após indução à acidose. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-17042014-100147/
    • NLM

      Cassiano ECO, Rodrigues PHM. Avaliação de anticorpos policlonais em bovinos adaptados ou não à dietas com alta proporção de carboidratos prontamente fermentescíveis após indução à acidose [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-17042014-100147/
    • Vancouver

      Cassiano ECO, Rodrigues PHM. Avaliação de anticorpos policlonais em bovinos adaptados ou não à dietas com alta proporção de carboidratos prontamente fermentescíveis após indução à acidose [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-17042014-100147/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020