Exportar registro bibliográfico

Percepção da fala e qualidade de vida em usuários de adaptação aberta (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: GARCIA, TATIANA MANFRINI - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAF
  • Subjects: AUXILIARES DE AUDIÇÃO; PERCEPÇÃO DA FALA; PERDA AUDITIVA; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: Indivíduos com perda auditiva descendente referem dificuldade de percepção da fala no ruído levando a um afastamento social e podendo afetar de forma determinante a qualidade de vida. O objetivo deste estudo foi analisar a relação entre o desempenho do indivíduo com perda auditiva em altas frequências na percepção da fala por meio do Hearing In Noise Test (HINT) e a qualidade de vida utilizando o World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref) antes e após a adaptação do AASI de adaptação aberta. Foram avaliados 30 indivíduos com diagnóstico de perda auditiva sensorioneural com configuração em rampa, restrita as altas frequências (a partir de 2k Hz), compatível com adaptação AASI de adaptação aberta, utilizando o questionário de qualidade de vida WHOQOL-bref, antes da adaptação dos AASI e 90 dias após uso efetivo dos mesmos e o teste HINT que foi realizado em três situações divididas em duas fases: fase 1, no momento da adaptação nas situações sem AASI (situação A) e com AASI (situação B), e fase 2, com AASI, 90 dias após a adaptação dos mesmos (situação C). Os resultados mostraram através da análise de variância e teste de Tukey comparando as três situações do HINT no silêncio e ruído frente que houve melhora no HINT após a adaptação do AASI. A comparação dos resultados do WHOQOL-bref pré e pós-adaptação feita por meio do teste t-pareado indicou melhora na qualidade de vida após a adaptação do AASI. A relação entre percepção da fala e qualidade de vida antes da adaptação do AASI feita por meio do coeficiente de correlação de Pearson indicou relação significante apenas para o reconhecimento de fala no ruído e o domínio das relações sociais após a adaptação do AASI.Frente aos resultados obtidos podemos concluir que o AASI de adaptação aberta favoreceu a percepção da fala de indivíduos com perda auditiva em altas frequências e a adaptação do mesmo promoveu melhora na qualidade de vida do indivíduo, e quanto melhor o reconhecimento de fala no ruído melhor a qualidade de vida, principalmente nas relações sociais.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.02.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, Tatiana Manfrini; MONDELLI, Maria Fernanda Capoani Garcia. Percepção da fala e qualidade de vida em usuários de adaptação aberta. 2014.Universidade de São Paulo, Bauru, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-16072014-141340/publico/TatianaManfriniGarcia.pdf >.
    • APA

      Garcia, T. M., & Mondelli, M. F. C. G. (2014). Percepção da fala e qualidade de vida em usuários de adaptação aberta. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-16072014-141340/publico/TatianaManfriniGarcia.pdf
    • NLM

      Garcia TM, Mondelli MFCG. Percepção da fala e qualidade de vida em usuários de adaptação aberta [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-16072014-141340/publico/TatianaManfriniGarcia.pdf
    • Vancouver

      Garcia TM, Mondelli MFCG. Percepção da fala e qualidade de vida em usuários de adaptação aberta [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-16072014-141340/publico/TatianaManfriniGarcia.pdf


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021