Exportar registro bibliográfico

Entre prodígios, murmúrios e soldados: o romance de Lídia Jorge (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: DUNDER, MAURO - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Assunto: LITERATURA PORTUGUESA
  • Keywords: Historiographic metafiction; Literatura portuguesa pós-1974; Metaficção historiográfica; Metanarrativa; Metanarrative; Portuguese literature post-1974
  • Language: Português
  • Abstract: A obra de Lídia Jorge, iniciada em 1980, com a publicação de O dia dos prodígios, constitui um dos mais significativos e relevantes conjuntos de escritos da literatura portuguesa contemporânea. Entre coletâneas de contos, peças de teatro, poemas e textos da literatura infantil, seus dez romances, publicados até 2011, versam sobre diversos aspectos da natureza humana e da vida portuguesa, especialmente no tocante aos fatos ocorridos após a Revolução dos Cravos (1974), compondo um dos mais importantes panoramas da evolução sociopolítica em Portugal desde então. O projeto de pesquisa que deu origem a esta tese buscou contemplar quais aspectos desse panorama aparecem com maior consistência ao longo de sua escrita romanesca e qual sua relação com os fatos Históricos do país, em sua fase democrática. Aliada a isso, a escrita de Lídia Jorge apresenta, ao longo dos dez romances, uma reflexão sobre o próprio ato de escrever e sobre a relação entre a História e sua representação na ficção contemporânea portuguesa. Assim, sob a perspectiva da metaficção historiográfica, conforme a definem Hutcheon (1991) e White (1995), esta tese faz uma leitura dessas dez obras, buscando compreender o projeto estético-ideológico da autora, como ele se consubstancia e de que maneira se desdobra, desde O dia dos prodígios até A noite das mulheres cantoras (2011). Este trabalho propõe que os romances de Lídia Jorge constituam, até agora, três diferentes fases: o percurso inicial, formado pelos quatroprimeiros romances O dia dos prodígios (1980), O cais das merendas (1982), Notícia da cidade silvestre (1984) e A costa dos murmúrios (1988); a segunda fase, de que fazem parte A última dona (1992), O jardim sem limites (1995) e O vale da paixão (1998); e a terceira fase, constituída pelos romances O vento assobiando nas gruas (2002), Combateremos a sombra (2007) e A noite das mulheres cantoras (2011). Serviu como espinha dorsal para a construção deste estudo a imagem do bordado como técnica para a construção de imagens, as quais, em conjunto e por si sós, constituem um painel representativo de um povo, de sua História e de sua relação com sua própria identidade. Em suma, este trabalho busca caracterizar quem é e como escreve um dos mais importantes nomes da literatura portuguesa contemporânea
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.10.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DUNDER, Mauro; BRIDI, Marlise Vaz. Entre prodígios, murmúrios e soldados: o romance de Lídia Jorge. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8150/tde-14022014-122111/ >.
    • APA

      Dunder, M., & Bridi, M. V. (2013). Entre prodígios, murmúrios e soldados: o romance de Lídia Jorge. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8150/tde-14022014-122111/
    • NLM

      Dunder M, Bridi MV. Entre prodígios, murmúrios e soldados: o romance de Lídia Jorge [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8150/tde-14022014-122111/
    • Vancouver

      Dunder M, Bridi MV. Entre prodígios, murmúrios e soldados: o romance de Lídia Jorge [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8150/tde-14022014-122111/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021