Exportar registro bibliográfico

Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: LEITE, LETÍCIA NOGUEIRA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: ETANOL; DISFUNÇÃO ERÉTIL; ENDOTELINAS; FARMACOLOGIA; SISTEMA UROGENITAL
  • Keywords: Corpo cavernoso; Endotelina-1; Reatividade; Corpus cavernosum; Endothelin-1; Ethanol; Reactivity
  • Language: Português
  • Abstract: A endotelina-1 (ET-1) é um peptídeo vasoconstritor que exerce um papel importante no controle do tônus do corpo cavernoso. No entanto, tem sido demonstrado que esse peptídeo também está envolvido na disfunção erétil (DE) associada ao diabetes mellitus e hipertensão. O consumo de etanol aumenta os níveis plasmáticos de ET-1 e a resposta contrátil a esse peptídeo em tecidos vasculares. Os objetivos deste trabalho foram o de estudar as consequências funcionais e celulares do consumo crônico de etanol sobre o sistema endotelinérgico no corpo cavernoso e identificar os mediadores envolvidos nessa resposta. Ratos Wistar foram divididos em dois grupos, os quais receberam água (controle) ou solução de etanol a 20% (vol./vol.) por seis semanas. Nossos resultados mostram que em tiras de tecido cavernoso, não houve alteração da resposta de relaxamento induzida pela adrenomedulina e nitroprussiato de sódio após tratamento com etanol. Com relação à acetilcolina, o consumo crônico de etanol reduziu o relaxamento induzido pelo referido agonista. Além disso, observou-se redução dos níveis plasmáticos e teciduais de nitrato no grupo etanol. Em conjunto, esses resultados sugerem que o tratamento crônico com etanol reduz a síntese/liberação do NO tecidual sem prejuízo em sua via de sinalização. O tratamento com etanol aumentou os níveis plasmáticos de ET-1 e a resposta contrátil induzida por esse peptídeo em corpo cavernoso de ratos. A contração induzida pela fenilefrina ou KCl 120 mmol/L não foi afetada pelo tratamento com etanol, sugerindo que os efeitos do tratamento sobre a reatividade do corpo cavernoso não são inespecíficos. O antagonista dos receptores ‘ET IND. B’, o BQ788, não alterou a resposta de contração induzida pela ET-1 em corpo cavernoso de animais do grupo controle ou etanol. Não houve alteração da resposta de relaxamento induzida pelo IRL1620, um agonistaseletivo dos receptores ‘ET IND. B’. O tratamento com etanol não alterou os níveis de RNAm assim como a expressão protéica dos receptores ‘ET IND. B’. Esses resultados mostram que o aumento da contração induzida pela ET-1 após tratamento com etanol não está relacionado à redução do relaxamento mediado pelos receptores ‘ET IND. B’. Em nosso estudo o BQ123, antagonista seletivo dos receptores ‘ET IND. A’, deslocou a curva c emulativa para ET-1 para direita em músculo cavernoso de ratos do grupo controle com consequente redução do valor de ‘pD IND. 2’. O mesmo não foi observado no tecido de animais do grupo etanol, indicando que a resposta mediada pelos receptores ‘ET IND. A’ está favorecida após o tratamento. O consumo de etanol não afetou os níveis de RNAm dos componentes do sistema endotelinérgico (ET-1, ECE-1, receptores ‘ET IND. A’ e ‘ET IND. B’) e das isoformas da enzima óxido nítrico sintase (NOS) (eNOS, nNOS e iNOS), porém aumentou a expressão protéica do receptor ‘ET IND. A’, da ET-1 e da iNOS no músculo cavernoso. O tratamento com etanol induziu aumento do estresse oxidativo sistêmico assim como dos níveis de ânions superóxido (•‘O IND. 2 POT. -’) no corpo cavernoso. As espécies reativas de oxigênio (ERO), os metabólitos derivados da NOS e da ciclooxigenase (COX) modulam negativamente a contração induzida por ET-1 e mostraram-se importantes no aumento da contração à ET-1 observada no corpo cavernoso de animais tratados com etanol. O Y27632, um inibidor da Rho-cinase, reduziu a resposta contrátil da ET-1 em corpo cavernoso de animais de ambos os grupos. Portanto, os resultados mostram que o tratamento com etanol aumenta a resposta contrátil da ET-1 por mecanismos que envolvem o aumento da expressão dos receptores ‘ET IND. A’ e das ERO e a via da Rho-cinase
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.02.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITE, Letícia Nogueira; TIRAPELLI, Carlos Renato. Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17133/tde-09092013-145643/ >.
    • APA

      Leite, L. N., & Tirapelli, C. R. (2013). Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17133/tde-09092013-145643/
    • NLM

      Leite LN, Tirapelli CR. Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17133/tde-09092013-145643/
    • Vancouver

      Leite LN, Tirapelli CR. Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17133/tde-09092013-145643/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021