Exportar registro bibliográfico

Ecocardiografia tecidual em gatos da raça Maine Coon geneticamente testados para a cardiomipatia hipertrófica (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: PELLEGRINO, ARINE - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: CARDIOPATIAS (VETERINÁRIA); ECOCARDIOGRAFIA (VETERINÁRIA); GATOS (PATOLOGIA)
  • Keywords: Cardiomiopatia hipertrófica; Cats; Doppler tecidual; Echocardiography; Ecocardiografia; Gatos; Hypertrophic cardiomyopathy; Maine Coon; Maine Coon; Tissue Doppler
  • Language: Português
  • Abstract: A cardiomiopatia hipertrófica (CMH) é a principal cardiopatia dos felinos e é caracterizada por hipertrofia miocárdica concêntrica, sem dilatação ventricular. Disfunções miocárdicas ocorrem em gatos com CMH, mas pouco se conhece a respeito destas alterações nos estágios iniciais da afecção. Em gatos da raça Maine Coon, a mutação no gene MyBPC-A31P está relacionada com a CMH de origem familial, porém, a correlação exata entre o genótipo e o fenótipo ainda é inconclusiva. A ecocardiografia tecidual é uma modalidade não invasiva que permite avaliação da função miocárdica e é mais sensível que a ecocardiografia convencional. Para avaliar a função sistólica e diastólica, antes ou após a ocorrência de hipertrofia ventricular, gatos da raça Maine Coon (n=57), geneticamente testados para a mutação, foram avaliados por meio de ecocardiografia convencional e tecidual (nas modalidades Doppler tecidual pulsado, Doppler tecidual colorido e strain). Posteriormente, foram fenotipicamente classificados em: normais (n=45), suspeitos (n=7) e acometidos pela CMH (n=5); e genotipicamente classificados em: negativos (n=28), heterozigotos (n=26) e homozigotos para a mutação (n=3). Valores de velocidades miocárdicas (Doppler tecidual pulsado e colorido) e valores de strain, medidos na região basal e média do septo interventricular (SIV), da parede livre do ventrículo esquerdo (PVE), da parede anterior do ventrículo esquerdo (PAVE), da parede posterior do ventrículo esquerdo (PPVE) e do segmentoradial da PVE, foram comparados nos diferentes grupos. Observou-se que as velocidades longitudinais Em (Doppler tecidual pulsado) na região média da PVE foram menores nos gatos com CMH quando comparados com suspeitos e normais. Os valores de Em/Am (Doppler tecidual colorido), na região basal do SIV, foram inferiores nos gatos com CMH quando comparados com suspeitos e normais. A relação E/Em (Doppler tecidual colorido), na região basal do SIV, foi maior nos gatos com CMH em relação aos suspeitos e normais. E os valores de Sm (Doppler tecidual colorido), em região basal da PVE, foram menores nos gatos heterozigotos em relação aos negativos, ambos sem hipertrofia ventricular. Observou-se correlação positiva entre a ocorrência de fusão das ondas Em e Am e a frequência cardíaca; e correlação positiva entre valores de Sm e Em e a frequência cardíaca (Doppler tecidual pulsado e colorido). Enquanto à ecocardiografia convencional observou-se um estado de contratilidade aparentemente normal, os valores de strain (em região média do SIV) nos gatos com CMH foram inferiores aos dos gatos normais. Valores de strain (em região basal da PAVE) também foram menores nos gatos heterozigotos em relação aos negativos, antes mesmo da hipertrofia ventricular. Observou-se correlação negativa entre valores de strain e espessura miocárdica. A ecocardiografia tecidual é uma nova modalidade ecocardiográfica reprodutível em gatos que, isoladamente, não permite a identificação de gatos com mutação antesdo desenvolvimento de hipertrofia. O strain possibilita a detecção de anormalidades sistólicas em gatos da raça Maine Coon, apesar da aparente normalidade à ecocardiografia convencional. Apesar da expectativa em relação ao uso da ecocardiografia tecidual para a identificação precoce de indivíduos portadores da CMH, ainda há necessidade de estudos mais extensos e com maior número de indivíduos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.01.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PELLEGRINO, Arine; LARSSON, Maria Helena Matiko Akao. Ecocardiografia tecidual em gatos da raça Maine Coon geneticamente testados para a cardiomipatia hipertrófica. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062012-165319/ >.
    • APA

      Pellegrino, A., & Larsson, M. H. M. A. (2011). Ecocardiografia tecidual em gatos da raça Maine Coon geneticamente testados para a cardiomipatia hipertrófica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062012-165319/
    • NLM

      Pellegrino A, Larsson MHMA. Ecocardiografia tecidual em gatos da raça Maine Coon geneticamente testados para a cardiomipatia hipertrófica [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062012-165319/
    • Vancouver

      Pellegrino A, Larsson MHMA. Ecocardiografia tecidual em gatos da raça Maine Coon geneticamente testados para a cardiomipatia hipertrófica [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062012-165319/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021