Exportar registro bibliográfico


Metrics:

O direito ao acesso universal a medicamentos no Brasil: diálogos entre o direito, a política e a técnica médica (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MARQUES, SILVIA BADIM - FSP
  • School: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • DOI: 10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650
  • Subjects: MEDICAMENTO (PROVISÃO E DISTRIBUIÇÃO;ASPECTOS MÉDICOS); POLÍTICA DE SAÚDE (MEDICAMENTOS); DIREITO À SAÚDE (MEDICAMENTOS); ECONOMIA DA SAÚDE (MEDICAMENTOS); FARMACOECONOMIA; SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE; POLÍTICA SOCIAL; JURISPRUDÊNCIA (MEDICAMENTOS); ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE (MEDICAMENTOS); CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Os processos foram analisados através do uso da Metodologia Qualiquantitativa do Discurso Coletivo. A segunda etapa consistiu na pesquisa de artigos científicos, nas principais bases de dados de periódicos científicos de saúde pública, que tivessem relação com a pergunta de pesquisa: Como hoje estrutura-se a discussão político-sanitária em torno da prescrição médica? Resultados. Pela análise dos processos judiciais, evidencia-se que as demandas que envolvem pedidos de medicamento em juízo vêm sendo deferidas pelos juízes, prioritariamente, com base nas prescrições médicas individuais e com base na leitura pura do ordenamento jurídico, sem considerar as dimensões técnicas e políticas que envolvem o direito à assistência farmacêutica. A análise dos artigos científicos nos demonstra a vasta discussão técnica acerca da prescrição médica e suas implicações sanitárias, e aponta a necessidade de contraditar esses documentos e investir em educação e informação médicas, em prol da segurança sanitária dos pacientes-cidadãos. Conclusão. O direito à saúde é um direito complexo, que requer, para a sua adequada proteção e garantia, que ultrapassemos o paradigma positivista, com sua leitura exclusivamente normativa e dogmática, em prol de um novo paradigma que permita maior penetração de questões e saberes técnicos e políticos no âmbito do direito. Tanto judicial quanto extrajudicialmente precisam ser criados caminhos de proteção à saúde, que abriguem todos os profissionais jurídicos, políticos e técnicos envolvidos na temática, rumo à construção interdisciplinar do direito à saúde e da cidadania sanitária no Brasil.Introdução. Desde a promulgação da Constituição Federal de 1988 no Brasil, que consolida a saúde como um direito social, a ser garantido de forma integral e universal pelo Estado brasileiro, os cidadãos passaram a reivindicar este direito em juízo, acionando legitimamente o Estado para a garantia de suas pretensões sanitárias. E, neste sentido, o número de ações que demandam medicamentos vem crescendo de forma exponencial no Brasil, impactando diretamente a política pública de saúde, e suscitando debates sobre a segurança sanitária dos medicamentos dispensados em juízo. Objetivo. Evidenciar de que forma as questões técnicas e políticas que envolvem o direito social à assistência farmacêutica vem sendo debatidas dentro de processos judiciais que tem por objeto a solicitação de medicamentos em face do Estado. Isto para que se possa relacionar estes resultados aos atuais debates sobre o papel do Poder Judiciário em face da garantia do direito à saúde, e seu impacto perante a política pública de saúde. E, também, aos atuais debates político-sanitários sobre a prescrição médica, e sua importância para o exercício do direito em foco. Método. A metodologia de pesquisa revestiu-se em duas etapas distintas. A primeira etapa consistiu na análise de processos judiciais que versavam sobre a demanda de medicamentos em face do Estado, provenientes de quatro Tribunais Estaduais do país, em primeira instância: São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.09.2011
  • Online source accessDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARQUES, Silvia Badim; DALLARI, Sueli Gandolfi. O direito ao acesso universal a medicamentos no Brasil: diálogos entre o direito, a política e a técnica médica. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650 > DOI: 10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650.
    • APA

      Marques, S. B., & Dallari, S. G. (2011). O direito ao acesso universal a medicamentos no Brasil: diálogos entre o direito, a política e a técnica médica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650
    • NLM

      Marques SB, Dallari SG. O direito ao acesso universal a medicamentos no Brasil: diálogos entre o direito, a política e a técnica médica [Internet]. 2011 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650
    • Vancouver

      Marques SB, Dallari SG. O direito ao acesso universal a medicamentos no Brasil: diálogos entre o direito, a política e a técnica médica [Internet]. 2011 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2011.tde-31102011-100650


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022