Exportar registro bibliográfico

Diversidade morfoanatômica das estruturas subterrâneas de Arrojadoa Britton & Rose (Cactoideae, Cactaceae) (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: LEMOS, RENATA CRISTINA CASSIMIRO DE - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: TUBÉRCULOS; RAIZ; CACTUS
  • Language: Português
  • Abstract: Os diferentes taxa de Arrojadoa exibem uma variedade de estruturas subterrâneas, tanto de origem caulinar como radicular. O desenvolvimento de estruturas subterrâneas de origem caulinar em Arrojadoa é uma característica única entre as Cactaceae do leste do Brasil. No entanto, não há estudos sobre a diversidade morfológica das estruturas subterrâneas encontradas neste gênero, nem na sua utilidade para ajudar a resolver a taxonomia do grupo. Por isso, foi realizada uma investigação morfológica e anatômica das estruturas subterrâneas em doze taxa de Arrojadoa sensu lato. Para a análise anatômica, amostras das regiões apical, mediana e basal das diferentes estruturas subterrâneas foram fixadas em FAA 50 (formaldeído, ácido acético glacial e etanol 50º GL) e armazenadas em etanol 70º GL. Seções transversais e longitudinais foram realizadas com uso de micrótomo rotativo e à mão. O gênero revelou uma grande diversidade de estruturas subterrâneas: tubérculos simples e ramificados, caules subterrâneos curtos, caules subterrâneos longos (sóboles), raízes contráteis (estas espessadas) e raízes comuns (fibrosas e não fibrosas); sendo que uma mesma espécie pode apresentar mais de um tipo de estrutura em seu sistema subterrâneo. O estudo morfológico propõe que sejam reconhecidas oito espécies e cinco subespécies de Arrojadoa, além de uma espécie de colocação genérica duvidosa. Quanto às análises anatômicas este estudo confirmou a natureza caulinar dos tubérculos, sóboles e caulessubterrâneos curtos, sendo que apenas no tubérculo de A. hofackeriana foi verificada a participação da região de transição na sua estrutura. Também foi observado, nas raízes espessadas (raízes contráteis) de Arrojadoa um mecanismo de contração semelhante ao relatado para outra espécie da família, sendo o xilema secundário com lenho "WBT" ("wide-band tracheids") o principal tecido responsável pelo espessamento do órgão. Já nos caules (tubérculos, sóboles e caules curtos), embora haja uma contribuição do parênquima no xilema secundário com o lenho do tipo "WBT" e ou associado a elementos de vaso, a região cortical é responsável pela maior parte do espessamento do órgão relacionado à suculência e armazenamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.07.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEMOS, Renata Cristina Cassimiro de; PINNA, Gladys Flávia de Albuquerque Melo de. Diversidade morfoanatômica das estruturas subterrâneas de Arrojadoa Britton & Rose (Cactoideae, Cactaceae). 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-26092011-153953/ >.
    • APA

      Lemos, R. C. C. de, & Pinna, G. F. de A. M. de. (2011). Diversidade morfoanatômica das estruturas subterrâneas de Arrojadoa Britton & Rose (Cactoideae, Cactaceae). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-26092011-153953/
    • NLM

      Lemos RCC de, Pinna GF de AM de. Diversidade morfoanatômica das estruturas subterrâneas de Arrojadoa Britton & Rose (Cactoideae, Cactaceae) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-26092011-153953/
    • Vancouver

      Lemos RCC de, Pinna GF de AM de. Diversidade morfoanatômica das estruturas subterrâneas de Arrojadoa Britton & Rose (Cactoideae, Cactaceae) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-26092011-153953/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020