Exportar registro bibliográfico

Níveis de ruído na academia de ginástica (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LOPES, ANDRÉA CINTRA - FOB ; FERRARI, DEBORAH VIVIANE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: POLUIÇÃO SONORA; ACADEMIAS DE GINÁSTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Um dos problemas ambientais mais freqüentes nas cidades é a poluição sonora (ZANNIN et.al., 2004), que gera grande número de incômodos e reclamações. Estudos da Organização Mundial da Saúde indicam que depois da poluição da água e do ar, a poluição sonora é o tipo de poluição que atinge o maior número de pessoas no planeta. Apesar do avanço dos conhecimentos, da maior difusão de sua nocividade, de ser o ruído o mais comum agente nos ambientes de trabalho e com forte repercussão no meio ambiente das grandes cidades, no Brasil, os investimentos no seu controle ainda são escassos e localizados. Embora as grandes cidades do mundo tenham leis contra o barulho, estas são, em geral, ineficientes. Muitas pessoas chegam a associar o barulho a modernidade, ao progresso e à diversão e apontam o ruído como uma necessidade (MARQUES e RUSSO, 1997). Aparelhos de som nas academias de ginástica e de dança estão entre as principais fontes de ruído em áreas urbanas. A Associação Brasileira de Normas Técnicas determinou que o nível de ruído em pavilhões fechados para espetáculos e atividades esportivas não deve ultrapassar os 45 dB (A) para o conforto, sendo aceitável até 60 dB por meio da NBR-10152 de dezembro de 1987. (MARCON e ZANNIN, 2004).A prática regular de atividade física é um importante fator, colaborador, para uma vida saudável. Apesar dos benefícios quanto à utilização de músicas na prática da atividade física, pouca atenção é dada a exposição de ruídos sonoros durante essa prática (SILVA et al, 2009). Objetivo: realizar medidas do ruído da academia de ginástica da Faculdade de Odontologia de Bauru-FOB/USP. Metodologia:As medições do ruído foram realizadas no ginásio da Faculdade de Odonto Bauru FOB-USP, onde fica localizada a academia de ginástica, durante a aula de condicionamento físico, das 18h às 18h30min. Foi utilizado o medidorde pressão sonora INSTRUTHERM, modelo DEC – 470, portátil. O ruído foi verificado nas seguintes situações: * Pessoas mais distantes do professor e da fonte sonora (caixa de som); * Pessoas mais próximas do professor e da fonte sonora; * Lateral esquerda do professor; * A cerca de 1 metro da fonte sonora; * Caixa de som; * Comandos vocais do professor e apitos. Todos os procedimentos foram realizados com o consentimento do professor. Os resultados das medições estão descritos no quadro abaixo: Quadro 1: Valores máximos e mínimos (em dB) das medições realizadas em diferentes situações - Pessoas mais distantes do professor e da fonte sonoraMáximo (dB)Mínimo (dB)85,1 - 78,5Pessoas mais próximas do professor e da fonte sonoraMáximo (dB)Mínimo (dB)89,2 - 84,2Lateral esquerda do professorMáximo (dB)Mínimo (dB)101,9 - 77,8A cerca de 1 metro da fonte sonoraMáximo (dB)Mínimo (dB)90,4 - 86,9Comandos vocais e apitosMáximo (dB)Mínimo (dB)104,4101,2 - Os níveis de ruído encontrados na aula de condicionamento em todas as situações pesquisadas ultrapassaram os níveis sonoros estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas-NBR-10.152 de dezembro de 1987 determina que: o nível de ruído em pavilhões fechados para espetáculos e atividades esportivas não deve ultrapassar os 45 dB (A) para o conforto, sendo aceitável até 60 dB(A). Conclusão: Os níveis sonoros da academia de ginástica da FOB-USP encontram-se elevados (77,8 dB a 104,4 dB), ultrapassando os valores da ABNT a NBR 10152 de dezembro de 1987, sendo 45 dB(A) para o conforto, com tolerância até 60 dB(A). Em função dos resultados encontrados sabe-se que a condição sonora na academia da FOB/USP pode causar riscos para a saúde auditiva, vocal e do corpo como um todo. Este é um estudo preliminar e certamente o assunto merece e deve ser investigado mais profundamente.
  • Imprenta:
  • Source:
    • Título do periódico: Anais
  • Conference titles: Encontro Internacional de Audiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Andréa Cintra; FERRARI, Deborah Viviane; SANTOS, A. R.; OLIVEIRA, L. C.; CARVALHO, J. L. B. Níveis de ruído na academia de ginástica. Anais.. Bauru: [s.n.], 2011.
    • APA

      Lopes, A. C., Ferrari, D. V., Santos, A. R., Oliveira, L. C., & Carvalho, J. L. B. (2011). Níveis de ruído na academia de ginástica. In Anais. Bauru.
    • NLM

      Lopes AC, Ferrari DV, Santos AR, Oliveira LC, Carvalho JLB. Níveis de ruído na academia de ginástica. Anais. 2011 ;
    • Vancouver

      Lopes AC, Ferrari DV, Santos AR, Oliveira LC, Carvalho JLB. Níveis de ruído na academia de ginástica. Anais. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021