Exportar registro bibliográfico

Análise da estrutura tridimensional da L-aminoácido oxidase de Bothrops atrox e suas interações biológicas in vitro e in vivo (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: PAIVA, RAQUEL DE MELO ALVES - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: VENENOS DE ORIGEM ANIMAL; CRISTALOGRAFIA; EXPRESSÃO GÊNICA; TOXICOLOGIA
  • Keywords: atividade citotóxica; B. atrox; estrutura tridimensional; LAAO; B. atrox; crystallography; cytotoxicity activity; gene expression; LAAO; tridimensional structure
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho apresenta a determinação da estrutura tridimensional da L-aminoácido oxidase do veneno de Bothrops atrox (BatroxLAAO) e sua avaliação como potencial agente biotecnológico. Quanto à caracterização estrutural, a enzima BatroxLAAO (6 mg/mL) foi submetida à vários screenings e, por meio destas variações, obtivemos um resultado ideal para o crescimento dos monocristais sob a condição de 0,05 M de sulfato heptahidratado de zinco, 15% (v/v) de Polietilenoglicol monometil éter 550, controle de pH 5 com 0,1M de cacodilato de sódio. A utilização de parafina e silicone resultou na melhora dos cristais, revelando cristais únicos e de coloração amarela, o que permitiu o melhor crescimento e difração desses cristais, a 2,3 A. Estes dados permitiram a determinação de estrutura terciária de BatroxLAAO e, portanto, melhor entendimento dos mecanismos de atuação da mesma. A proteína foi obtida, através de passas cromatográficos, com rendimento médio de 1,54% do veneno bruto. Esta apresentou acentuada inibição da proliferação celular de células tumorais HL-60, JURKAT, PC12 e B16F10, principalmente nas maiores concentrações (50 e 100 ‘mü’g/mL). Ainda, o tratamento de células PBMC com BatroxLAAO, demonstrou baixa citotoxicidade em relação ao tratamento das células tumorais. A viabilidade celular da Leishmania sp. foi analisada apos o tratamento com BatroxLAAO. A adição de BatroxLAAO diretamente às formas promastigotas de diferentes espécies de Leishmania resultou em morte dos parasitas de forma dose-dependente. As espécies L. major e L. donovani foram as mais susceptíveis ao efeito tóxico de BatroxLAAO. O efeito tóxico apresentado pela BatroxLAAO foi quase completamente abolido pela adição de catalase, sugerindo que a liberação de ‘H IND. 2’‘O IND. 2’ está diretamente envolvida com o efeito da enzima. A atividade bactericida foi avaliada pela inibição do crescimento dascepas de E. coli e S. aureus após tratamento com a BatroxLAAO. A proteína (37,5 ‘mü’g/mL) apresentou alta atividade fungicida contra Candida albicans, com 100% da inibição do crescimento das cepas. Foi avaliada a atividade tripanomicida, onde BatroxLAAO mostrou-se potencialmente ativa sobre T. cruzi. Foram realizados experimentas para a produção de anticorpo monoclonal (anti-BatroxLAAO). O anticorpo produzido apresentou reatividade até diluicão 1:60000. No entanto, após a realização do teste de ELISA com o anticorpo produzido e outras L-aminoácidos oxidases de diferentes venenos de serpentes, averiguamos que o anti-BatroxLAAO não tem especificidade única, ocorrendo reatividade para todos os venenos e proteínas testadas. Foram realizados ensaios in vivo para a detecção da expressão dos genes FAS, BAX e BCL2. Os dados obtidos sugerem que BatroxLAAO apresenta potencial biotecnológico bastante evidente nas ações leishmanicida e fungicida, bem como na atividade antitumoral, in vitro, mostrandose um composto com potencial agente terapêutico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.04.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAIVA, Raquel de Melo Alves; VILELA, Suely. Análise da estrutura tridimensional da L-aminoácido oxidase de Bothrops atrox e suas interações biológicas in vitro e in vivo. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-28032012-103533/ >.
    • APA

      Paiva, R. de M. A., & Vilela, S. (2011). Análise da estrutura tridimensional da L-aminoácido oxidase de Bothrops atrox e suas interações biológicas in vitro e in vivo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-28032012-103533/
    • NLM

      Paiva R de MA, Vilela S. Análise da estrutura tridimensional da L-aminoácido oxidase de Bothrops atrox e suas interações biológicas in vitro e in vivo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-28032012-103533/
    • Vancouver

      Paiva R de MA, Vilela S. Análise da estrutura tridimensional da L-aminoácido oxidase de Bothrops atrox e suas interações biológicas in vitro e in vivo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-28032012-103533/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020