Exportar registro bibliográfico

Governança corporativa e restrição financeira nas decisões de investimento (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: PELLICANI, ALINE DAMASCENO - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SES
  • Subjects: INVESTIMENTOS; ECONOMETRIA; GOVERNANÇA CORPORATIVA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho tem por objetivo analisar a relação entre aspectos de governança corporativa e restrição financeira nas decisões de investimento de 500 firmas brasileiras de capital aberto no período de 1997 a 2007. Embora exista uma extensa literatura a respeito da decisão de investimento na presença da restrição financeira, estudos que relacionam este tema com aspectos de governança corporativa são ainda pouco explorados e inexistentes na literatura brasileira. Para examinar como os mecanismos de governança corporativa influenciam no grau de restrição financeira das firmas, utilizou-se do modelo probabilístico logit para dados em painel, estimado por efeito aleatório. O relacionamento dos mecanismos de governança corporativa com a decisão de investimento das firmas na presença de restrição financeira foi analisado por meio de uma versão modificada do modelo acelerador do investimento, considerando três agrupamentos: índice KZ, tamanho das firmas e pagamento de dividendos. Na estimação, utilizou-se o método dos momentos generalizados (GMM) para considerar o aspecto dinâmico e corrigir o problema da endogeneidade do modelo. A análise da amostra indicou uma alta incidência da propriedade concentrada das firmas brasileiras, principalmente entre as firmas com natureza familiar. Os resultados mostraram que firmas com qualquer natureza de propriedade e controle elevam a sua probabilidade de restrição financeira quando o maior acionista último é o acionista controlador da firma, muito embora, a natureza do acionista controlador impacte a taxa de investimento das firmas de maneiras distintas. Firmas com estrutura de propriedade piramidal elevam sua probabilidade de restrição financeira. Este resultado combinado com a estimação do modelo de investimento evidencia que apenas pertencer a uma estrutura de propriedade piramidal não é suficientepara que haja transferência de recursos que aumentem os investimentos das firmas. O impacto da inserção da firma a um dos níveis diferenciados de governança corporativa da BM&FBOVESPA ou ao Novo Mercado sobre a taxa de investimento está relacionado com a situação financeira da firma. O aumento nos direitos de fluxo de caixa dos maiores acionistas últimos contribui para reduzir a sensibilidade do investimento ao fluxo de caixa, sendo que, o mesmo não foi observado para o aumento nos seus direitos de voto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.02.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PELLICANI, Aline Damasceno; KALATZIS, Aquiles Elie Guimarães. Governança corporativa e restrição financeira nas decisões de investimento. 2011.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18157/tde-16032011-092421/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Pellicani, A. D., & Kalatzis, A. E. G. (2011). Governança corporativa e restrição financeira nas decisões de investimento. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18157/tde-16032011-092421/?&lang=pt-br
    • NLM

      Pellicani AD, Kalatzis AEG. Governança corporativa e restrição financeira nas decisões de investimento [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18157/tde-16032011-092421/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Pellicani AD, Kalatzis AEG. Governança corporativa e restrição financeira nas decisões de investimento [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18157/tde-16032011-092421/?&lang=pt-br


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021