Exportar registro bibliográfico

Biomacromoléculas carboximetiladas: atuação como agentes de estabilização de suspensões aquosas de alumina (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: CERRUTTI, BIANCA MACHADO - IQSC
  • Unidade: IQSC
  • Subjects: CERÂMICA; CELULOSE; QUITOSANA; LIGNINA
  • Language: Português
  • Abstract: A estabilização de suspensões de alumina é essencial para a fabricação de vários produtos, especialmente na indústria cerâmica e com o controle das propriedades que se pode atingir usando polímeros como agentes estabilizantes. Na busca de processos industriais que preservem o meio ambiente, polímeros sintéticos podem ser substituídos por biopolímeros, com a vantagem adicional de encontrar usos nobres para rejeitos, como aqueles de quitosanas e ligninas. Nesta tese, os derivados carboximetilados de celulose (CMC), lignina (CML) e quitosana (CMQ) foram preparados, caracterizados por Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear de Próton (1HRMN), Espectroscopia na Região do Infravermelho (FTIR), Termogravimetria (TG), Calorimetria Diferencial Exploratória (DSC), Difração de raios X, Cromatografia de Exclusão por Tamanho (SEC) e usados como agentes estabilizantes para suspensões aquosas de alumina. A reação de carboximetilação ocorreu em meio heterogêneo, gerando derivados solúveis em água. Os valores de grau de substituição (GS) determinados por 1HRMN e FTIR foram 0,7, 1,3 e 1,8 para CMC, 0,6 e 0,8 para CMQ e 0,5 para CML. O sucesso da carboximetilação foi confirmado com medidas de 1HRMN. Os derivados CMC, CMQ e CML permitiram estabilização de suspensões de alumina, como demonstrado em medidas de tamanho de partículas, potencial zeta e viscosidade. De relevância especial foi a estabilização em altos pHs, incluindo o ponto de carga zero, pcz, no qual a atração é máxima entre partículas de cargas opostas, em que há aglomeração de partículas em suspensões de alumina sem agentes de estabilizaçãoA distribuição de tamanhos de partícula também foi afetada positivamente com a incorporação dos derivados. De maneira geral, os resultados com CML foram os mais promissores em termos de potencial zeta e tamanho de partícula no pcz da alumina, enquanto as suspensões com CMC de GS 1,3 mostraram as menores viscosidades. Foi importante também a estabilização ao longo do tempo das suspensões contendo CMC, CMQ e CML, pois o tamanho médio de partícula permaneceu o mesmo por longos períodos (1-2 horas). O uso de derivados carboximetilados de lignina, quitosana e celulose, como agentes estabilizantes de suspensões de alumina, abre caminho para aplicação de produtos obtidos a partir de fontes naturais e renováveis, em substituição aos tradicionalmente usados e oriundos de fontes fósseis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CERRUTTI, Bianca Machado; FROLLINI, Elisabete. Biomacromoléculas carboximetiladas: atuação como agentes de estabilização de suspensões aquosas de alumina. 2010.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-25102010-143217/pt-br.php >.
    • APA

      Cerrutti, B. M., & Frollini, E. (2010). Biomacromoléculas carboximetiladas: atuação como agentes de estabilização de suspensões aquosas de alumina. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-25102010-143217/pt-br.php
    • NLM

      Cerrutti BM, Frollini E. Biomacromoléculas carboximetiladas: atuação como agentes de estabilização de suspensões aquosas de alumina [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-25102010-143217/pt-br.php
    • Vancouver

      Cerrutti BM, Frollini E. Biomacromoléculas carboximetiladas: atuação como agentes de estabilização de suspensões aquosas de alumina [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-25102010-143217/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021