Exportar registro bibliográfico

Estabilização de suspensões aquosas de alumina pela adição de taninos e quitosana quaternizada (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: CERRUTTI, BIANCA MACHADO - IQSC
  • Unidade: IQSC
  • Assunto: FÍSICO-QUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A indústria cerâmica tem destinado produtos para as mais diversas áreas e, com a crescente exigência de alta qualidade, tornou-se necessário desenvolver novas técnicas para o processamento cerâmico. O objetivo consiste em produzir corpos a verde (antes da queima) mais homogêneos, com menor incidência de micro-defeitos. Tais materiais podem ser produzidos preparando-se suspensões aquosas de pós cerâmicos como o óxido de alumínio (Al2O3), conhecido como alumina. Estas suspensões possuem um alto teor de sólidos no meio. A adição de outras espécies ao meio auxilia a dispersão das partículas, aumentando a estabilidade da suspensão. Estas espécies podem ser polímeros ou polieletrólitos (polímeros com cargas) que interagem com a superfície das partículas de alumina, através de vários mecanismos, promovendo um impedimento à aproximação de outras partículas. Neste trabalho, foram utilizados taninos, que são macromoléculas de origem vegetal. Foram utilizados três tipos de taninos de nome comercial Weibull, Macrospec e Dispersan sendo que a diferença entre eles está na quantidade de grupos hidroxila, maior em Macrospec com relação a Weibull, e na mistura com polímero sintético, o poliacrilato de sódio, caso do Dispersan.) Um derivado quaternizado de quitosana, (nitrogênio trimetilado), um polissacarídeo natural, também foi utilizado como agente de estabilização. A meta pretendida correspondia à obtenção de suspensões com partículas menores e portanto menor viscosidade emaior fluidez, ou seja a suspensões mais homogêneas que levem a produtos de melhor qualidade. A avaliação da estabilidade das suspensões, devido à adição das macromoléculas, foi feita através de medidas de viscosidade, potencial zeta, diâmetro médio de partícula, além de testes de sedimentação. Dentre os agentes de estabilização utilizados, os taninos Weibull, Macrospec e Dispersan, no geral, apresentaram desempenho similar, contribuindo para uma diminuição da viscosidade e do tamanho das partículas da suspensão e no teste de sedimentação, um melhor empacotamento. A quitosana quaternizada também levou à estabilização da suspensão em determinadas condições mas, comparativamente aos taninos, apresentou desempenho inferior. Os resultados foram promissores, todavia, devendo o estudo ser aprofundado considerando-se condições diversificadas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.09.2005
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CERRUTTI, Bianca Machado; FROLLINI, Elisabete. Estabilização de suspensões aquosas de alumina pela adição de taninos e quitosana quaternizada. 2005.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-18052007-144050/ >.
    • APA

      Cerrutti, B. M., & Frollini, E. (2005). Estabilização de suspensões aquosas de alumina pela adição de taninos e quitosana quaternizada. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-18052007-144050/
    • NLM

      Cerrutti BM, Frollini E. Estabilização de suspensões aquosas de alumina pela adição de taninos e quitosana quaternizada [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-18052007-144050/
    • Vancouver

      Cerrutti BM, Frollini E. Estabilização de suspensões aquosas de alumina pela adição de taninos e quitosana quaternizada [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-18052007-144050/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021