Exportar registro bibliográfico

Contribuição para o estudo da influência da espessura, cor, opacidade e marca comercial das porcelanas feldspáticas na propagação da luz visível, através da Teoria de Kubelka Munk e suas implicações na odontologia, para os intervalos de comprimento de onda de 410500nm e de 410700nm (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: STEAGALL JUNIOR, WASHINGTON - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: PORCELANA DENTÁRIA; ESPECTROFOTOMETRIA; CERÂMICA (ODONTOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo da propagação da luz nas porcelanas é importante para entender seu comportamento óptico frente a situações clínicas como fotoativação de cimentos resinosos e sua resposta estética, quando observada sobre diferentes fundos. Este trabalho estudou a influência da espessura, cor, opacidade e marca comercial das porcelanas feldspáticas na propagação da luz visível, através da teoria de KubelkaMunk (KM), nos intervalos de comprimento de onda de 410500nm e de 410700nm. Foram confeccionados discos de 12,5mm por 1 mm de espessura de porcelana feldspática de duas opacidades, corpo (B) e corpo opaco (BO), das marcas Vintage Halo (HALO), Noritake Super Porcelain EX3 (NORI) e IPS dSIGN (IPS), nas cores A1, A35 e B3 (n=7). Os discos foram polidos através de uma série de lixas abrasivas até a granulação 600 e acondicionados individualmente em ambiente seco. Os discos tiveram suas curvas espectrais de refletância obtidos em contato óptico, sobre fundo branco e preto, através do uso de um espectrofotômetro com esfera de integração acoplada, no intervalo de comprimento de onda de 410700nm. As curvas de refletância foram inseridas na teoria KM, para obtenção e análise quantitativa e qualitativa das propriedades ópticas de cada material. As análises qualitativas envolveram a observação do comportamento espectral das curvas de espalhamento, absorção, espessura infinita e reflexão para todos aos materiais em função do comprimento de onda. As análises quantitativas envolverama obtenção das espessuras ópticas estimadas em extinções crescentes de 50% (X50), 90% (X90), 95% (X95) e infinita 99.9% (X99.9), para o intervalo de comprimento de onda de 410500nm e a obtenção da espessura óptica infinita 99.9% (X) e dos Parâmetros de Translucidez (TP), estimados nas espessuras de 0.5mm (TP0.5), 1.25mm (TP1.25) e 2.00mm (TP2.00), para o intervalo de comprimento de onda de 410700nm. Os ) Parâmetros de Translucidez foram utilizados para avaliar o efeito de mascaramento da porcelana sobre os fundos utilizados. Os resultados mostraram que todos os fatores (cor, opacidade e marca comercial) exerceram influência para atenuar a propagação da luz através dos espécimes. De maneira geral, a maior atenuação de luz esteve ligada à porcelanas de corpo opaco e mais saturadas (cor A35 e B3). Em relação à marca comercial a porcelana IPS, atenuou de maneira geral mais luz nas cores A35 e B3 em relação às mesmas cores das marcas HALO e NORI nas espessuras ópticas estudadas. Os valores de espessura óptica infinita (espessura onde a energia transmitida é praticamente zero), para ambos os intervalos de comprimento de onda, para todos os materiais, superaram os limites de espessura clínica indicados pela literatura. Isto implicou que, no caso do intervalo de 410 a 500nm, a energia transmitida pode girar de 20 a 5% para as porcelanas de corpo, e de 10 a 5%, para as de corpo opaco e, no caso do mascaramento, as porcelanas serão mais influenciadas por fundos queapresentarem resposta colorimétrica acentuada nas regiões alaranjadas e avermelhadas do espectro visível. As análises qualitativas mostraram que para todos os materiais e espessuras a luz será preferencialmente atenuada no início do espectro, intervalo de 410 a 500nm e menos atenuada em direção ao final do espectro visível. Os resultados também mostraram que com o aumento da espessura, a atenuação aumentou, e que a relação entre espessura e atenuação é não linear
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      STEAGALL JUNIOR, Washington; VIEIRA, Glauco Fioranelli. Contribuição para o estudo da influência da espessura, cor, opacidade e marca comercial das porcelanas feldspáticas na propagação da luz visível, através da Teoria de Kubelka Munk e suas implicações na odontologia, para os intervalos de comprimento de onda de 410500nm e de 410700nm. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-11122009-102756/ >.
    • APA

      Steagall Junior, W., & Vieira, G. F. (2009). Contribuição para o estudo da influência da espessura, cor, opacidade e marca comercial das porcelanas feldspáticas na propagação da luz visível, através da Teoria de Kubelka Munk e suas implicações na odontologia, para os intervalos de comprimento de onda de 410500nm e de 410700nm. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-11122009-102756/
    • NLM

      Steagall Junior W, Vieira GF. Contribuição para o estudo da influência da espessura, cor, opacidade e marca comercial das porcelanas feldspáticas na propagação da luz visível, através da Teoria de Kubelka Munk e suas implicações na odontologia, para os intervalos de comprimento de onda de 410500nm e de 410700nm [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-11122009-102756/
    • Vancouver

      Steagall Junior W, Vieira GF. Contribuição para o estudo da influência da espessura, cor, opacidade e marca comercial das porcelanas feldspáticas na propagação da luz visível, através da Teoria de Kubelka Munk e suas implicações na odontologia, para os intervalos de comprimento de onda de 410500nm e de 410700nm [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-11122009-102756/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021