Exportar registro bibliográfico

O papel de caspase-11 no controle da infecção por Legionella pneumophila (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: LIMA, JONILSON BERLINK - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBP
  • Subjects: LEGIONELLA PNEUMOPHILA; IMUNOLOGIA CELULAR
  • Language: Português
  • Abstract: Legionella pneumophila é uma bactéria gram-negativa, intracelular facultativa, responsável por causar uma pneumonia severa em humanos denominada Doença dos Legionários. A bactéria possui um sistema de secreção do tipo IV (Dot/lcm) capaz de translocar proteínas bacterianas diretamente para o citoplasma das células hospedeiras. As células alvo durante a infecção por L. pneumophila são os macrófagos, que dispõem de receptores intracelulares capazes de reconhecer produtos bacterianos presentes no citoplasma celular. Entre eles destacam-se Naip5 e Ipaf, que são membros dos receptores Nod-like (NLRs) capazes de induzir ativação de caspase-1 em resposta à infecção por L. pneumophila, processo que culmina em bloqueio da multiplicação bacteriana. Embora o controle da infecção por L. pneumophila esteja diretamente relacionado à ativação de caspase-1 por Naip5, a interação molecular entre Naip5 e caspase-1 nunca foi detectada, o que sugere que outras moléculas estejam presentes nesse complexo. Caspase-11 é uma proteína candidata a participar dessa via de ativação, visto que dados da literatura sugerem a importância desta proteína na ativação de caspase-1 em condições patológicas, no entanto outras caspases poderiam estar envolvidas visto que essas proteínas geralmente se ativam por meio de clivagem em cascatas. Para identificar a participação de diferentes caspases em resposta a ativação por Naip5, foi realizado um screening em células HEK293 transfectadas comdiversas caspases e foi evidenciado que a caspase-11 foi diferencialmente ativada em resposta a superexpressão do receptor Naip5 funcional. Ensaios de imunoprecipitação demonstraram que caspase-11 é capaz de interagir com Naip5 funcional, mas não com formas truncadas ou mutantes deste receptor. Estudos bioquímicos comprovaram a ativação de caspase-11 em resposta a Naip5 e por de citometria de fluxo foi demonstrado que o receptor Naip5 selvagem é capaz de ativar caspase-11 em resposta a infecção por L. pneumophila selvagem, mas não por mutantes para o sistema de secreção Dot/Icm. Experimentos realizados com macrófagos derivados de medula óssea evidenciaram a participação de caspase-11 no modelo de infecção in vitro por L. pneumophila. Finalmente, foi demonstrado que macrófagos de camundongos caspase-11-/- falham em ativar caspase-1 e apresentam reduzida capacidade em processar e secretar IL-1'beta'. Os dados nos permite concluir que caspase-11 participa da via de ativação do receptor Naip5, que opera em resposta a infecção por bactérias patogênicas como L. pneumophila
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Jonilson Berlink; ZAMBONI, Dario Simões. O papel de caspase-11 no controle da infecção por Legionella pneumophila. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Lima, J. B., & Zamboni, D. S. (2009). O papel de caspase-11 no controle da infecção por Legionella pneumophila. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lima JB, Zamboni DS. O papel de caspase-11 no controle da infecção por Legionella pneumophila. 2009 ;
    • Vancouver

      Lima JB, Zamboni DS. O papel de caspase-11 no controle da infecção por Legionella pneumophila. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021