Exportar registro bibliográfico

Subsídios à exportação agrícola: multilateralismo e normatividade na organização mundial do comércio (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, LUCIANA MARIA DE - FD
  • Unidade: FD
  • Sigla do Departamento: DIN
  • Subjects: SUBSÍDIOS; COMÉRCIO INTERNACIONAL; EXPORTAÇÃO; ACORDO GERAL DE TARIFAS E COMÉRCIO; PRODUTOS AGRÍCOLAS
  • Language: Português
  • Abstract: normativa das negociações agrícolas, dimensionada na Declaração Ministerial de Doha, de 2001; Declaração Ministerial de Cancun, de 2003; Programa de Trabalho de Doha, de 2004; e Declaração Ministerial de Hong Kong, de 2005, no que tange aos compromissos assumidos na modalidade concorrência nas exportações. Concluímos que avanços normativos sobre a matéria foram alcançados ao longo do período estudado, e que a OMC representa uma instituição capaz de gerir as as negociações comerciais no âmbito internacional. No entanto, para que o OSC cumpra com eficácia o seu papel, faz-se necessário o seu aperfeiçoamento, a fim de que sejam cumpridas suas recomendações, sob pena de toda a regulamentação estruturada não alcançar efetividade devido à ausência de poder coercitivoEsta pesquisa tem como finalidade contextualizar o processo de regulamentação da incidência dos subsídios à exportação de produtos agrícolas, no cenário das relações jurídicas de direito internacional público, desde o GATT 1947 até o advento da OMC e rodadas de negociações multilaterais de comércio. Com a entrada em vigor da OMC, em 1995 e, conseqüentemente, do Acordo sobre Agricultura, ASMC e GATT 1994, assim como do OSC, a Organização regulamentou a matéria da concessão de subsídios às exportações agrícolas, não mais a considerando um regime de exceção como era vista pelo GATT 1947. O Acordo sobre Agricultura aborda o tema de forma especializada, e conta com as normas do ASMC e do GATT 1994, desde o fim do período denominado cláusula da paz. Durante a vigência da cláusula, o Acordo sobre Agricultura proibiu o questionamento da incidência de subsídios às exportações agrícolas que excedessem o limite permitido pela Lista de Compromissos e Concessões assinada pelos Estados membros. Apenas permitiu tal questionamento perante o OSC da OMC, desde que o Estado demonstrasse a ocorrência de dano ou ameaça de dano ao mercado interno do país demandante. O Acordo sobre Agricultura prevê a limitação dos subsídios à exportação agrícola, com base no volume e na despesa orçamentária disponibilizada, agindo a partir dos índices estabelecidos no Programa de Modalidades de 2003 e na Lista de Compromissos e Concessões, assinada pelos Estados membros. Visualizamos a realidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.06.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Luciana Maria de; NINOMIYA, Masato. Subsídios à exportação agrícola: multilateralismo e normatividade na organização mundial do comércio. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.
    • APA

      Oliveira, L. M. de, & Ninomiya, M. (2007). Subsídios à exportação agrícola: multilateralismo e normatividade na organização mundial do comércio. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira LM de, Ninomiya M. Subsídios à exportação agrícola: multilateralismo e normatividade na organização mundial do comércio. 2007 ;
    • Vancouver

      Oliveira LM de, Ninomiya M. Subsídios à exportação agrícola: multilateralismo e normatividade na organização mundial do comércio. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021