Exportar registro bibliográfico

Influência de solventes na disposição cinética e metabolismo enantiosseletivos do verapamil em ratos (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: MATEUS, FABIANO HENRIQUE - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: FARMACOCINÉTICA; ANÁLISE TOXICOLÓGICA
  • Language: Português
  • Abstract: O verapamil (VER) é um composto quiral comercializado como mistura racêmica dos enantiômeros (+)-(R)-VER e (-)-(S)-VER. O VER é biotransformado em norverapamil (NOR) e em outros metabólitos por vias dependentes do CYP. O tolueno e o n-hexano são solventes orgânicos que podem alterar o metabolismo medicamentos dependente do CYP. Assim, o estudo investiga a estereosseletividade na farmacocinética do verapamil administrado a ratos na c de 10 mg kg‘POT.-1’, sob forma racêmica, e do seu metabólito, norverapamil, bem como a influência do n-hexano e do tolueno na disposição cinética dos enantiômeros (+) e (-)-(S)-VER e (R)- e (S)-norverapamil em animais tratados com os solventes inalação em câmara de exposição do tipo nose only nas concentrações de 88, 176 e 352 mg/m³ para o n-hexano e 94, 188 e 376 mg/m³ para o tolueno. Os enantiômeros do VER e do NOR foram separados na coluna de fase quiral Chiralpak® AD e analisados por LC-MS/MS (m/z = 441,3->165,5 para os enantiômeros norverapamil e m/z 455,3->165,5 para os enantiômeros do verapamil). A análise farmacocinética foi realizada com base no modelo monocompartimental. A farmacocinética do verapamil é estereosseletiva em ratos do grupo controle tratado com os solventes com acúmulo plasmático do eutômero (-)-(S)-VER ('AUC POT.'0 GRAUS''-'‘INFINITO’ = 250,8 vs 120,4 ng mL’POT. -1’ h; P’< ou =’0,05, teste de Wilcoxon). O metabólito (S)-NOR também foi acumulado no plasma dos animais do grupo controle com razão relativaao parâmetro AUC’POT.0-‘INFINITO’’ de 1,50. Os parâmetros farmacocinéticos AUC’POT.0-‘INFINITO’’ CI/F, Vd/F e t’IND. ½’ relativos aos enantiômeros (-)-S e (+)-(R)-VER e aos enantiômeros (S) e (R)-NOR não foram alterados pela exposição em câmara de exposição do tipo nose only ao n-hexano nas concentrações de 88, 176 e 352 mg/m³ e ao tolueno concentrações de 94, 188 e 376 mg/m³; teste de Kruskall-Wallis; P P’< ou =’0,05. No entanto, a exposição ao n-hexano ) nas concentrações de 176 mg/m³ e 352 mg/m³ e ao tolueno nas concentrações de 94 mg/m³, 188 mg/m³ e 376 mg/m³ resultou em perda da enantiosseletividade observada para o grupo controle
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MATEUS, Fabiano Henrique; LANCHOTE, Vera Lúcia. Influência de solventes na disposição cinética e metabolismo enantiosseletivos do verapamil em ratos. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-20052008-104142/ >.
    • APA

      Mateus, F. H., & Lanchote, V. L. (2007). Influência de solventes na disposição cinética e metabolismo enantiosseletivos do verapamil em ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-20052008-104142/
    • NLM

      Mateus FH, Lanchote VL. Influência de solventes na disposição cinética e metabolismo enantiosseletivos do verapamil em ratos [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-20052008-104142/
    • Vancouver

      Mateus FH, Lanchote VL. Influência de solventes na disposição cinética e metabolismo enantiosseletivos do verapamil em ratos [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-20052008-104142/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021