Exportar registro bibliográfico

Conhecimento morfológico implícito e explícito na linguagem escrita (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: PAULA, FRAULEIN VIDIGAL DE - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM; METALINGUAGEM; MORFOLOGIA (LINGUÍSTICA)
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese foi orientada por três grupos de objetivos: (1) investigar o conhecimento implícito e explícito sobre a dimensão morfológica, derivacional e flexional, no português do Brasil, de estudantes do ensino fundamental e identificar em que momento da escolarização fica mais evidente a utilização de um ou de outro nível deste conhecimento; (2) identificar relações entre morfologia e outras dimensões da linguagem (fonológica, lexical e sintática), além de como essas relações são caracterizadas nos primeiros anos escolares, 1ª e 3ª séries, e durante os anos escolares mais avançados, 5ª e 7ª série e (3) investigar o conhecimento implícito e explícito. sobre a dimensão morfológica no português do Brasil em suas relações com a aquisição da leitura (decodificação e compreensão) e da escrita (ortografia). Participaram 260 alunos, sendo 132 meninos e 128 meninas, da 1ª série (22), 3ª série (28), 5ª série (107) e da 7ª série (103), de um Colégio privado, na cidade de São Paulo, Brasil. Para contemplar os objetivos propostos, foram utilizadas 14 tarefas na coleta de dados, para avaliar: conhecimento implícito e explícito sobre morfologia derivacional, morfologia flexional, fonologia e sintaxe; conhecimento morfológico derivacional na extração de regra de composição de palavras e de produção de neologismo; desempenho em escrita de palavras sob ditado; desempenho em leitura de palavras (decodificação) e de sentença (compreensão); além de vocabulário. Em termos deresultados, observou-se que as crianças de 1ª série possuem conhecimento implícito, ou sensibilidade para a morfologia derivacional, mais especificamente para o conhecimento de sufixos. Nas demais séries observou-se conhecimento explícito mais elevado que no implícito, principalmente com relação a prefixo. Desde a 1ª série também se evidenciou conhecimento sobre o uso de prefixos e sufixos para a formação de palavras inventadas. Para os dois grupos de objetivo seguintes as correlações significativas esperadas entre o conhecimento morfológico e outras dimensões lingüísticas - fonológica, sintática e lexical - se apresentam desde a 3ª série. A partir desta série também verificamos um número crescente de correlações entre conhecimento morfológico e desempenho em leitura e em escrita. Concluindo, avançamos um pouco sobre a caracterização do conhecimento morfológico, implícito e explícito, principalmente derivacional, dos aprendizes língua escrita, lançando novas questões a serem investigadas em estudos futuros
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.05.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULA, Fraulein Vidigal de; LEME, Maria Isabel da Silva. Conhecimento morfológico implícito e explícito na linguagem escrita. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-18012010-084053/ >.
    • APA

      Paula, F. V. de, & Leme, M. I. da S. (2007). Conhecimento morfológico implícito e explícito na linguagem escrita. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-18012010-084053/
    • NLM

      Paula FV de, Leme MI da S. Conhecimento morfológico implícito e explícito na linguagem escrita [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-18012010-084053/
    • Vancouver

      Paula FV de, Leme MI da S. Conhecimento morfológico implícito e explícito na linguagem escrita [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-18012010-084053/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021