Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento e avaliação de péletes de ácido ascórbico obtidos pela tecnologia de extrusão-esferonização (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: ANDREAZZA, ITAMAR FRANCISCO - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: FARMACOTÉCNICA; FORMAS FARMACÊUTICAS (AVALIAÇÃO); TECNOLOGIA FARMACÊUTICA (DESENVOLVIMENTO); VITAMINA C (DISPONIBILIDADE;TÉCNICAS)
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do presente trabalho foi desenvolver e avaliar péletes para compor sistema multiparticulado contendo ácido ascórbico, bem como validar metodologia analítica por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) para aplicação em ensaio de dissolução destas formas farmacêuticas. A técnica de extrusão-esferonização foi utilizada por ser de fácil aplicação a. nível laboratorial e industrial obtendo-se péletes matriciais, compostos de Methocel 'MARCA REGISTRADA' K4M, Methocel 'MARCA REGISTRADA' K100M e Eudragit 'MARCA REGISTRADA' L 100, e péletes de liberação convencionais, para revestimento em leito fluidizado com Kollicoat 'MARCA REGISTRADA' SR 30 D como agente regulador da liberação do fármaco. O sistema multiparticulado foi preparado na forma de comprimido pela compressão dos péletes com menor nível de revestimento, avaliando-se o nível de força aplicada e a presença da Microcel 'MARCA REGISTRADA' 101 como protetor da camada de revestimento. Os péletes obtidos foram caracterizados quanto à esfericidade por análise imagem, friabilidade, dureza e perfil de dissolução comparativo com apresentações comerciais. Os péletes matriciais foram obtidos com grau de dificuldade variável em função do polímero utilizado, porém apresentaram esfericidade e resistência mecânica adequadas. O perfil de dissolução destas formulações demonstrou que não houve controle na liberação do fármaco, mesmo naquelas onde havia maior concentração de polímero. Os péletes revestidos com trêsníveis de polímero (5,07; 8,26 e 10,35 'POR CENTO' em relação à massa do pélete) apresentaram boas características granulométricas e o perfil de dissolução daqueles revestidos com 5,07 'POR CENTO' de polímero demonstrou semelhança com o da apresentação comercial. O perfil de dissolução comparativo entre os péletes isolados e os comprimidos obtidos sem a presença de )excipiente mostrou que ocorre dano na camada de revestimento nos maiores níveis de força de compressão aplicada. Para os comprimidos obtidos a partir da mistura de péletes e Microcel 'MARCA REGISTRADA' 101 este fato não foi observado, indicando que a presença do excipiente é fundamental para a manutenção da integridade da camada de revestimento além de promover a desintegração parcial dos comprimidos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDREAZZA, Itamar Francisco; FERRAZ, Humberto Gomes. Desenvolvimento e avaliação de péletes de ácido ascórbico obtidos pela tecnologia de extrusão-esferonização. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25032014-095739/pt-br.php >.
    • APA

      Andreazza, I. F., & Ferraz, H. G. (2006). Desenvolvimento e avaliação de péletes de ácido ascórbico obtidos pela tecnologia de extrusão-esferonização. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25032014-095739/pt-br.php
    • NLM

      Andreazza IF, Ferraz HG. Desenvolvimento e avaliação de péletes de ácido ascórbico obtidos pela tecnologia de extrusão-esferonização [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25032014-095739/pt-br.php
    • Vancouver

      Andreazza IF, Ferraz HG. Desenvolvimento e avaliação de péletes de ácido ascórbico obtidos pela tecnologia de extrusão-esferonização [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25032014-095739/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021