Exportar registro bibliográfico

Quando "uma palavra de carinho conforta mais que um medicamento": necessidades e expectativas de pacientes sob cuidados paliativos (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ARAUJO, MONICA MARTINS TROVO DE - EE
  • Unidades: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Subjects: ASSISTÊNCIA PALIATIVA; ATITUDES FRENTE À MORTE; COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo objetivou conhecer as expectativas do paciente fora de possibilidades terapêuticas e sob cuidados paliativos com relação à assistência de enfermagem durante o processo de morrer, assim como identificar as necessidades destes pacientes relacionadas à comunicação com a equipe de enfermagem. Os dados foram coletados no primeiro semestre de 2005, por meio de entrevistas semi-estruturadas com questões norteadoras, junto a trinta e nove pacientes oncológicos sem prognóstico de cura, com limitação na capacidade de realizar atividades e submetidos à quimioterapia paliativa em uma instituição hospitalar da cidade de São Paulo. Após transcrição fiel das falas, os dados foram analisados segundo a metodologia de análise do conteúdo. Dos discursos dos entrevistados emergiram seis categorias, que evidenciaram o sofrimento multidimensional do câncer e seu tratamento, o fato de que apesar do sofrimento, a vida continua; a espiritualidade e a família enquanto fontes de apoio e estímulo para o enfrentamento da doença oncológica avançada. Revelam ainda a assistência de enfermagem desejada e o papel de destaque que representam a comunicação e o relacionamento interpessoal para quem enfrenta o processo de morrer. Concluiu-se que os pacientes entrevistados resgataram o valor da relação humana baseada na empatia e compaixão como base para o cuidado que esperam, desejando do profissional de enfermagem habilidade técnico-científica para a realização de ações que aliviam osofrimento, especialmente o adequado controle da dor, comportamento empático e compassivo, informação e suporte emocional. A comunicação interpessoal comprovou ser importante atributo do cuidado paliativo à medida que o valor atribuído à mesma sobressaiu-se dos discursos, evidenciando a atenção dada aos sinais não-verbais do profissional para o estabelecimento do vínculo de confiança, a necessidade da presença compassiva, o desejo de não focar ) a interação e o relacionamento apenas na doença e morte e a valorização da comunicação verbal alegre, que privilegia o otimismo e o bom humor
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.07.2006
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ARAUJO, Monica Martins Trovo de; SILVA, Maria Júlia Paes da. Quando "uma palavra de carinho conforta mais que um medicamento": necessidades e expectativas de pacientes sob cuidados paliativos. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-02102006-144115/ >.
    • APA

      Araujo, M. M. T. de, & Silva, M. J. P. da. (2006). Quando "uma palavra de carinho conforta mais que um medicamento": necessidades e expectativas de pacientes sob cuidados paliativos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-02102006-144115/
    • NLM

      Araujo MMT de, Silva MJP da. Quando "uma palavra de carinho conforta mais que um medicamento": necessidades e expectativas de pacientes sob cuidados paliativos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-02102006-144115/
    • Vancouver

      Araujo MMT de, Silva MJP da. Quando "uma palavra de carinho conforta mais que um medicamento": necessidades e expectativas de pacientes sob cuidados paliativos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-02102006-144115/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020