Exportar registro bibliográfico

Aprendizagem de conceitos não-estacionários por meio de redes neurais artificiais (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA FILHO, EVALDO ARAUJO DE - IF
  • Unidades: IF
  • Sigla do Departamento: FGE
  • Subjects: MECÂNICA ESTATÍSTICA; REDES NEURAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Num sentido geral, qualquer sistema (natural ou artificial) que incorpore informação contida numa amostragem de dados realiza aprendizagem. Dado um conjunto D de amostras que carrega informação sobre sua fonte geradora, existem diferentes medidas para quantificar a aprendizagem sobre ela e, portanto, uma boa representação de tal fonte. Contudo, não estamos interessados numa aprendizagem que apenas torne possível a reprodução de D por um sistema aprendiz, mas principalmente numa que torne possível a geração de novos dados condizentes com a fonte geradora. Portanto, uma vez fixado um sistema (máquina ou algoritmo), aprender significa encontrar um estado do sistema aprendiz que generalize a fonte geradora de D. Em Mecânica Estatística as informações relevantes sobre os estados de qualquer sistema estão contidas em sua função de partição Z. Logo, a inferência de qualquer variável é obtida tratando-se Z, de forma que o seu conhecimento (cálculo) representa o conhecimento dos estados do sistema, ou seja, do próprio sistema. Num problema de aprendizagem bayesiana a função de partição é representada pela distribuição posterior a D (que já tenha incorporado as informações dos exemplos), P(D), obtida por meio da regra de Bayes P(A,B)=P(A|B)P(B). Embora a abordagem bayesiana se enquadre originalmente em modelos da Mecânica Estatística em equilíbrio, sua utilização tem sido promissora também em cenários que podem ser interpretados como modelos de mecânica estatística fora doequilíbrio termodinâmico, sendo a aprendizagem de conceitos que mudam no decorrer do processo de aprendizagem um desses problemas que têm atraído bastante atenção. O principal objetivo desta tese foi o estudo da aprendizagem bayesiana quando além do acesso ao conjunto D temos também a informação de que a fonte geradora de D é não-estacionária, introduzindo assim tempo num problema que de outra forma seria classificado como em equilíbrio. )Em particular, estudamos a aprendizagem de conceitos com várias formas de dependência temporal por redes neurais (mais especificadamente, perceptrons), para a qual não é necessário modificar a verossimilhança do modelo. Assim nos concentramos na modificação do conhecimento a priori de forma a refletir a possibilidade de envelhecimento dos dados, numa escala de tempo desconhecida. Ao introduzirmos uma distribuição de probabilidades priori para essa escala de tempo, nós encontramos uma distribuição posterior efetiva com uma cauda de decaimento algébrico que resultou num novo algoritmo com uma capacidade de adaptação satisfatória. Também aplicamos esse novo algoritmo na aprendizagem com ruído e discutimos algumas novas possibilidades sobre algoritmos para perceptrons.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA FILHO, Evaldo de Araújo de; CATICHA, Nestor. Aprendizagem de conceitos não-estacionários por meio de redes neurais artificiais. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Oliveira Filho, E. de A. de, & Caticha, N. (2005). Aprendizagem de conceitos não-estacionários por meio de redes neurais artificiais. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira Filho E de A de, Caticha N. Aprendizagem de conceitos não-estacionários por meio de redes neurais artificiais. 2005 ;
    • Vancouver

      Oliveira Filho E de A de, Caticha N. Aprendizagem de conceitos não-estacionários por meio de redes neurais artificiais. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020