Exportar registro bibliográfico

Modulação da hipertrofia de miócitos cardíacos em cultura pela transdução com o adenovírus recombinante expressando a calmodulina ou seu antisenso (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ARRUDA, LIGIA HANSEN - BIOTECNOL
  • Unidades: BIOTECNOL
  • Subjects: BIOTECNOLOGIA; CALMODULINA; ADENOVIRUS; CULTURA DE CÉLULAS ANIMAIS; CADEIA MOLECULAR; CÁLCIO
  • Language: Português
  • Abstract: A hipertrofia cardíaca é um fator importante de morbidade e mortalidade, sendo uma evolução comum em muitas doenças cardiovasculares. A elevação do cálcio intracelular ativa a proteína calmodulina (CAM) que atua diretamente em duas vias que estimulam a hipertrofia: a via da fosfatase calcineurina e a via da proteína quinase II dependente de cálcio/CAM (CAMKII). A hipótese desse trabalho é que a variação na expressão da CAM, pelo adenovírus recombinante expressando a CAM ou seu antisenso, irá modular a hipertrofia induzida pela fenilefrina (PE) em miócitos cardíacos em cultura, obtidos de ratos neonatos. Três adenovírus recombinantes foram construídos: AdxINV com o antisenso para o bloqueio da síntese de CAM; AdxCAM para o aumento da síntese de CAM; e AdxGFP, utilizado como controle das alterações induzidas pela infecção do miócito. As culturas de miócitos foram expostas aos vetores virais na ausência ou na presença de PE (50 ?M), dando origem aos seis grupos estudados: AdxINV; AdxCAM; AdxGFP; AdxINV/PE; AdxCAM/PE; e AdxGFP/PE. Foi realizada a planimetria após 24 e 48 horas de infecção. Culturas infectadas com o AdxCAM apresentaram após 48 horas aumento da área dos miócitos cardíacos quando comparadas com o AdxGFP (1589,9 ?m2 ± 797 e 1381,9 ?m2 ± 660,9, respectivamente). Culturas infectadas com o AdxINV apresentaram redução da área média das células quando comparadas com o AdxGFP, após 24 (893,4 ?m2 ± 426,2 1653,4 ?m2 ± 781,7; respectivamente) e 48horas (1939,0 ?m2 ± 902,0, respectivamente). Esses resultados sugerem que o bloqueio da síntese da CAM pelo adenovírus recombinante expressando o antisenso da CAM reduz o efeito hipertrófico da PE, em células em cultura. O aumento da síntese da CAM levou ao aumento da área dos miócitos in vitro sugerindo que o aumento da CAM intracelular estimule as vias hipertróficas nessas células
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.07.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ARRUDA, Ligia Hansen; CASTARI, Ismar Newton. Modulação da hipertrofia de miócitos cardíacos em cultura pela transdução com o adenovírus recombinante expressando a calmodulina ou seu antisenso. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Arruda, L. H., & Castari, I. N. (2005). Modulação da hipertrofia de miócitos cardíacos em cultura pela transdução com o adenovírus recombinante expressando a calmodulina ou seu antisenso. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Arruda LH, Castari IN. Modulação da hipertrofia de miócitos cardíacos em cultura pela transdução com o adenovírus recombinante expressando a calmodulina ou seu antisenso. 2005 ;
    • Vancouver

      Arruda LH, Castari IN. Modulação da hipertrofia de miócitos cardíacos em cultura pela transdução com o adenovírus recombinante expressando a calmodulina ou seu antisenso. 2005 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020