Exportar registro bibliográfico

Papel do óxido nítrico na apoptose e migração de neutrófilos na vigência do processo inflamatório: inibição do rolamento (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: SECCO, DANIELA DAL - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: INFLAMAÇÃO (FARMACOLOGIA); IMUNOLOGIA CELULAR
  • Language: Português
  • Abstract: A migração adequada e em tempo hábil de leucócitos da microcirculação para o foco inflamatório é essencial para a defesa do organismo contra infecções bacterianas, virais ou fúngicas. Nos estágios iniciais da maioria dos processos inflamatórios o leucócito predominante é o neutrófilo. Vários mediadores inflamatórios aumentam a adesão dos neutrófilos às células endoteliais, enquanto outros mediadores modulam negativamente a migração desse tipo celular. Recentemente foi demonstrado que o óxido nítrico (NO) regula o recrutamento de neutrófilos, além de interferir também com o processo de apoptose dessas células. No entanto, o papel desse mediador na resposta inflamatória é controverso, existindo uma duplicidade importante nas suas propriedades. Assim, o objetivo do presente trabalho foi investigar o papel do NO nos mecanismos envolvidos com o recrutamento de neutrófilos e na apoptose dessas células emigradas no foco inflamatório. O tratamento de ratos com um inibidor não específico da NO sintase (NOS), 'N POT.G'-nitro-L-arginina (nitro), ou com um inibidor seletivo da NOS induzida (iNOS), aminoguanidina (amino), potencializou a migração de neutrófilos 6 h após a administração de baixa, mas não alta, dose de carragenina (Cg) ou E. coli endotoxina (LPS). Fato este, que não ocorreu com a migração de mononucleares. A migração de neutrófilos induzida por N-formil-metionil-leucil-fenilalanina (fMLP) também foi potencializada pelo tratamento de ratos comnitro-L-arginina ou aminoguanidina. O aumento da migração dos neutrófilos, induzida por Cg, após pré-tratamento com os inibidores da NOS, foi revertido pelo co-tratamento dos animais com L-arginina, um substrato da NOS. Estes resultados sugerem envolvimento da via L-arginina/NOS/NO no processo de recrutamento de neutrófilos durante a inflamação. A administração de Cg em camundongos deficientes de iNOS ('iNOS POT.-/-') também potencializou a migração dos neutrófilos, ... quando comparada aos camundongos selvagens (WT). Além disso, este aumento foi potencializado pelo tratamento dos camundongos 'iNOS POT.-/-' com nitro-L-arginina, sugerindo que além da iNOS, a NOS constitutiva (cNOS) também libera NO que está envolvido no controle da migração dos neutrófilos na vigência da inflamação. Com o intuito de investigar os mecanismos pelos quais o NO inibe a migração dos neutrófilos, observamos que os inibidores da NOS induzem rolamento e adesão ao endotélio vascular da microcirculação mesentérica, avaliados 2 e 4 h após a administração de Cg, respectivamente. Resultados semelhantes foram observados em camundongos 'iNOS POT.-/-', nos quais estes mecanismos foram potencializados e revertidos pelo tratamento dos animais com nitro-L-arginina e L- arginina, respectivamente. Estes dados sugerem que o NO inibe a migração dos neutrófilos por regular negativamente os mecanismos de adesão ao endotélio. Devido à possibilidade do NOinterferir com a apoptose de diversos tipos celulares, incluindo neutrófilos, investigamos se o acúmulo de neutrófilos no peritônio de animais pré-tratados com inibidores da NOS ou de camundongos 'iNOS POT.-/-'era conseqüência do aumento da sobrevida dessas células. Foi observado que os inibidores da NOS promoveram bloqueio da apoptose dos neutrófilos emigrados para o sítio inflamatório, após a administração de Cg. Este fenômeno foi parcialmente revertido pelo tratamento dos camundongos 'iNOS POT.-/-' com L- arginina, sugerindo que o NO induziu a apoptose dos neutrófilos presentes no sítio inflamatório. Durante o processo inflamatório, diversos fatores quimiotáticos como, citocinas, quimiocinas, leucotrienos regulam a migração celular. A citocina fator de necrose tumoral'alfa' (TNF-'alfa') e a quimiocina derivada de queratinócitos (KC) são importantes mediadores quimioatraentes na migração de neutrófilos. Avaliando se o NO poderia interferir com a ... síntese desses mediadores, demonstramos que camundongos tratados com inibidores da NOS ou 'iNOS POT.-/-' não apresentaram alteração das concentrações de TNF-'alfa' ou KC após estímulo com Cg, sugerindo que o NO não interfere com a síntese e/ou liberação desses mediadores na vigência da inflamação. Em conclusão, os resultados demonstram que o NO proveniente tanto da iNOS como da cNOS modula negativamente a migração dos neutrófilos ao sítio inflamatório, e este efeito ocorre devido àdiminuição do rolamento e adesão dessas células ao endotélio. Ademais, o NO apresenta fundamental efeito sobre a apoptose dos neutrófilos presentes no foco inflamatório e não interfere com a síntese e/ou liberação dos mediadores quimiotáticos TNF-'alfa' e KC
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.03.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DAL SECCO, Daniela; CUNHA, Fernando de Queiróz. Papel do óxido nítrico na apoptose e migração de neutrófilos na vigência do processo inflamatório: inibição do rolamento. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Dal Secco, D., & Cunha, F. de Q. (2004). Papel do óxido nítrico na apoptose e migração de neutrófilos na vigência do processo inflamatório: inibição do rolamento. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Dal Secco D, Cunha F de Q. Papel do óxido nítrico na apoptose e migração de neutrófilos na vigência do processo inflamatório: inibição do rolamento. 2004 ;
    • Vancouver

      Dal Secco D, Cunha F de Q. Papel do óxido nítrico na apoptose e migração de neutrófilos na vigência do processo inflamatório: inibição do rolamento. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021