Exportar registro bibliográfico

Avaliação in vivo da cinética do flúor na saliva,: incorporação ao esmalte e biodisponibilidade após o uso de goma de mascar fluoretada (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: BIJELLA, MARIA FERNANDA BORRO - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: FLÚOR; FLUOROSE DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Há um relacionamento direto entre o uso do flúor e a prevenção da dental dentária. Devido ao aumento da fluorose dentária, deve-se dar ênfase ao controle da ingestão diária de flúor, e, mais que isto, à biodisponibilidade do mesmo. Sendo assim, o objetivo deste trabalho, cruzado e duplo-cego, foi analisar a cinética do flúor liberado na saliva total pela goma de mascar Happydent (0,3 mg F como MFP), sua capacidade de incorporação ao esmalte dentário e sua biodisponibilidade através da saliva do ducto da glândula parótida e urina. Na 1ª fase do experimento a saliva de 10 voluntários foi coletada durante 15 min (tempos 0,3,6,9,12 e 15 min) e duas biópsias, uma antes da mastigação (biópsia "baseline") e outra após, foram realizadas através da aplicação de 5 'mü'L de HCl a 0,5 M, sobre área delimitada na superfície do incisivo, por 15 seg, seguidas da neutralização da área por aplicação de 5 'mü'L de NaOH a 0,25 N, por 2 vezes. A quantidade de flúor tanto na saliva quanto nas biópsias foi medida com o auxílio de eletrodo íon-específico. As concentrações médias de flúor liberada na saliva total após o uso do Happydent® e Trident® foram de 0,187 e 0,002 mg F, respectivamente. A goma de mascar Happydent® foi capaz de produzir uma incorporação média de flúor ao esmalte dentário correspondente a 1474 ppm. Na 2ª fase, após jejum de 12h, cinco voluntários receberam 3 gomas de Happydent ('>OU=' 1 mg MFP) e foram coletadas amostras de saliva do ducto da glândula parótida: antes doinício do experimento ("baseline"), a cada 3 min durante os 20 min iniciais, a cada 20 min nas primeiras 2 h, a cada 40 min até 4 h e, por fim, em intervalos de 1 h até completarem-se 8 h do início do experimento. Amostras de urina foram coletadas um dia antes e durante o estudo, por 9 h. O F presente na saliva do ducto foi analisado após difusão facilitada por HMDS e o da urina pelo método direto. ) Os dados obtidos foram analisados estatisticamente através da análise da variância, teste Tukey para comparações múltiplas e teste t, com nível de significância de 5%. Apesar dos altos teores de flúor originados na saliva total, após o uso do Happydent®, terem capacidade de incorporação ao esmalte dentário e serem capazes de produzir um aumento nas concentrações de flúor da saliva do ducto da parótida, tais valores não foram suficientes para serem detectados na urina. Concluiu-se que a alta liberação de flúor proveniente da goma de mascar Happydent representa um fator predisponente para a fluorose dentária, o que inviabiliza a sua utilização por crianças na faixa etária de risco. No entanto, esta goma pode ser útil para auxiliar na prevenção de cáries dentárias em crianças acima da faixa etária de risco para fluorose dentária, o que deveria ser avaliado clinicamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.07.2004
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BIJELLA, Maria Fernanda Borro; BIJELLA, Maria Francisca Thereza Borro. Avaliação in vivo da cinética do flúor na saliva,: incorporação ao esmalte e biodisponibilidade após o uso de goma de mascar fluoretada. 2004.Universidade de São Paulo, Bauru, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-21122004-103341/ >.
    • APA

      Bijella, M. F. B., & Bijella, M. F. T. B. (2004). Avaliação in vivo da cinética do flúor na saliva,: incorporação ao esmalte e biodisponibilidade após o uso de goma de mascar fluoretada. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-21122004-103341/
    • NLM

      Bijella MFB, Bijella MFTB. Avaliação in vivo da cinética do flúor na saliva,: incorporação ao esmalte e biodisponibilidade após o uso de goma de mascar fluoretada [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-21122004-103341/
    • Vancouver

      Bijella MFB, Bijella MFTB. Avaliação in vivo da cinética do flúor na saliva,: incorporação ao esmalte e biodisponibilidade após o uso de goma de mascar fluoretada [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-21122004-103341/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021