Exportar registro bibliográfico

Efeitos de poluentes atmosféricos na composição química de indivíduos jovens de Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn. e Psidium guajava L. (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: FURLAN, CLAUDIA MARIA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIE
  • Subjects: MUDAS; CULTIVO DE PLANTAS; DESENVOLVIMENTO VEGETAL; ECOLOGIA VEGETAL; POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivou-se com o presente estudo verificar o efeito de poluentes atmosféricos no desenvolvimento das mudas, no acúmulo de elementos e no desenvolvimento de injúrias foliares visíveis, na morfologia e distribuição de n-alvanos de ceras foliares epiculares, composição de óleos voláteis, composição e quantidades de fenilpropanóides, flavonóides e outros antioxidantes em mudas de Tibouchina pulchra e Psidium guajava (selvagem e cv. 'Paluma'). Foram realizados dois experimentos: 1. no campo, expondo as mudas por 12 meses à poluição emitida pelo pólo industrial de Cubatão em duas áreas, controle (RP) e poluída (VM); e 2. utilizando câmaras com condições controladas para fumigação, pos dois meses, com concentrações conhecidas de ozônio (câmara de ar ambeinte filtrada CF, de ar ambiente não filtrada NF e de ar ambiente acrescido de ozônio 'O IND.3'). Para o experimento em Cubarão as mudas das duas espécies em VM apresentaram significativa redução no crescimento em altura e na biomassa total e maior acúmulo foliar de nitrogênio e flúor. Ambas as espécies apresentaram cera epicular amorfa que não sofreu alterações por poluentes atmosféricos. As espécies apresentaram diferentes perfis de n-alcanos da cera epicuticular. Em VM, T. pulchra apresentou redução na abundância de homólogos de cadeiras curtas ('C IND.20' - 'C IND.28) e aumento na quantidade de homólogos de cadeias mais longas ('C IND.29' - 'C IND.35'), enquanto P. guajava apresentou aumento na baundância doshomólogos de cadeias mais curtas ('C IND.18' - 'C IND.23') e diminuição relativa e homólogos de cadeias longos ('C IND.24' - 'C IND.31'). P. guajava apresentou 'alfa' humuleno como principal constituinte do óleo volátil, seguido pelos sesquiterpenos 'beta'-selineno, 'alfa'-selineno, 'beta'-cariofileno e 'úpsilon'-selineno. As mudas expostas em VM apresentaram significativo aumento na quantidade do 'alfa'-humuleno. Análise por CLAE resultram em 17 picos de constituintes fenólicos para mudas de P. guajava, com a predominância de glicosídios de quercetina. Para T. pulchra, obtiveam-se 15 picos, os principais flavonóides sendo derivados de miricetina, quercetina, cimpferol e luteolina, e cinco picos de fenilpropanóides. Em VM, P. guajava e T. pulchra apresentaram, respectivamente, significativos aumento e redução nas quantidades totais de substâncias fenólicas. Ambas as espécies apresentaram alterações nas quantidades individuais dos constituintes fenólicos. por tratamento com 'O IND.3', em ambas as espécies observaram-se injúrias foliares visíveis que se intensificaram com o tempo de exposição, juntamente com alterações na alocação de biomassa, mas sem iferenças significativas no crescimento das mudas. P. guajava cv. 'Paluma' apresentou nas abundâncias dos homólogos de cadeias curtas ('C IND.18' - 'C IND.23') e redução nas de homólogos de cadeias mais longas ('C IND.24' - 'C IND.31'), enquanto T. pulchra não apresentou diferençassignificativas. Mudas de P. guajaca cv. 'Paluma' fumigadas com ozônio não apresentaram mudança significativa na composição de óleos voláteis. A composição fenólica qualitativa das mudas fumigadas foi idêntica à encontrada nas mudas utilizadas em Cubatão, detectando-se, no entanto, alterações nas intensidades de picos individuais de constituintes fenólicos, sem diferenças significativas na quantidade total dos constituintes. As atividades das enzimas peroxidase e superóxido dismutase foram menores e maiores nas mudas de P. guajava e T. pulchra, respectivamente, sob tratamento 'O IND.3'. A análise multivariada mostrou que as mudas que se desenvolveram na área VM diferem na composição química e na alocação de biomassa das mudas que se desenvolveram na área controle RP. O presente sugere que plantas de P. guajava (selvagem e cv. 'Paluma') são mais sensíveis a poluentes atmosféricos, em comparação a T. pulchra
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.05.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FURLAN, Cláudia Maria; SALATINO, Antonio. Efeitos de poluentes atmosféricos na composição química de indivíduos jovens de Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn. e Psidium guajava L.. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Furlan, C. M., & Salatino, A. (2004). Efeitos de poluentes atmosféricos na composição química de indivíduos jovens de Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn. e Psidium guajava L. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Furlan CM, Salatino A. Efeitos de poluentes atmosféricos na composição química de indivíduos jovens de Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn. e Psidium guajava L. 2004 ;
    • Vancouver

      Furlan CM, Salatino A. Efeitos de poluentes atmosféricos na composição química de indivíduos jovens de Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn. e Psidium guajava L. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021