Exportar registro bibliográfico

Hipernocicepção mecânica induzida pela interleucina - 18: participação de endotelinas e da migração leucocitária (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: VERRI JUNIOR, WALDICEU APARECIDO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Assunto: FARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Nos modelos utilizados para o estudo da nocicepção inflamatória têm-se demonstrado a participação de prostaglandinas, aminas simpatomiméticas, leucotrienos e citocinas pró-nociceptivas (TNF-'alfa', IL-6, IL-lß e quimiocinas), além das endotelinas, que induzem hipernocicepção por uma via independente das prostaglandinas e aminas simpatomiméticas em ratos. A IL-18 além de ser fundamental em patologias como a artrite reumatóide, participa na regulação da resposta imune, cujos mecanismos de regulação da resposta celular convergem para i um efeito pró-nociceptivo. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar se a IL-18 possui atividade nociceptiva, bem como a participação de prostaglandinas, aminas simpatomiméticas, leucotrienos, citocinas pró-nociceptivas e endotelinas nesse efeito e a relação entre a migração leucocitária e hipernocicepção mecânica induzida pela IL-18. Foram utilizados dois métodos nociceptivos de pressão na pata, um avaliando o tempo de reação do animal à pressão constante e outro a pressão necessária à reação. A IL-18 induziu hipernocicepção significativa dose- e tempo-dependentes, com pico hipernociceptivo entre a 3ª e 5ªh. Com intuito de investigar quais mediadores estariam participando desse processo, foram realizados alguns tratamentos, dentre eles, a dexametasona (glucocorticóide), mas não a indometacina (inibidor da cicloxigenase), atenolol (antagonista ß -adrenérgico), MK 886 (inibidor da síntese de leucotrienos), anticorpoanti-TNF-'alfa' ou antagonista do receptor da IL-1 (IL-lra) inibiu a hipernocicepção mecânica induzida pela IL-18. Esses resultados excluem uma participação significativa de prostaglandinas, aminas simpatomiméticas, leucotrienos e citocinas pró-nociceptivas na hipernocicepção mecânica induzi da pela IL-18, o efeito do tratamento com dexametasona pode ser explicado pelo mecanismo de ação da IL-18, que envolve a ativação de fatores de transcrição como o NFkB, .. inibido pelos glucocorticóides. Dessa forma, foi avaliada a participação de endotelinas na indução hipernociceptiva pela IL-18 utilizando-se antagonistas seletivos para os receptores ETA (BQ123) e ETB (BQ 788) para endotelinas, apenas este inibiu a hipernocicepção mecânica induzi da pela IL-18 e ET-1. Para avaliar a participação da IL-18/ETs em modelos nociceptivos utilizados em nosso laboratório, Cg, LPS e desafio com mBSA (animais previamente imunizados), realizou-se o tratamento com anticorpo anti-IL-18 ou BQ 788. O tratamento com anticorpo anti-IL-18 não inibiu a hipernocicepção mecânica induzida pela Cg ou desafio mBSA e o tratamento com BQ 788 foi ineficaz na hipernocicepção mecânica induzida pela Cg, LPS ou desafio mBSA nas doses utilizadas, demonstrando que IL-18/ETs não participam nesses modelos nociceptivos. Por outro lado, como a migração leucocitária em animais deficientes para o receptor ETB é diminuída e a presença de polimorfonucleares tem sido relacionada àhipernocicepção e além disso, o tratamento com anticorpo anti-IL-18 diminui as lesões articulares no modelo de artrite induzida por colágeno tipo II e uma das características da artrite reumatóide é o infiltrado celular, foi avaliada a relação entre a migração leucocitária e a hipernocicepção mecânica induzida pela IL-18/ET-1. O tratamento com fucoidina, uma droga que previne a migração celular, inibiu a hipernocicepção mecânica induzida pela IL-18 ou ET-1, sugerindo a participação da migração leucocitária ao tecido subcutâneo plantar no efeito da IL-18/ETs. A migração leucocitária também foi avaliada pelo método da mieloperoxidase, que permite inferir indiretamente o número de neutrófilos. O tratamento com fucoidina, mas não com BQ 788 ou BQ 123 inibiu a migração de leucócitos ao tecido subcutâneo plantar induzida pela IL-18, sugerindo que a migração leucocitária tem participação essencial, mas não exclusiva na .. indução de hipernocicepção mecânica pela IL-18. A migração leucocitária ao tecido subcutâneo plantar induzida pela ET-l foi sensível ao tratamento com fucoidina e BQ 788 da mesma maneira que a IL-18. Assim, os resultados apresentados são compatíveis com a hipótese de que a IL-18 é uma citocina pró-nociceptiva que induz hipernocicepção mecânica dose- e tempo- dependentes, com mecanismo de hipernocicepção mecânica diferente de outras citocinas (TNF-'alfa', IL-6 e IL-Iß ) e quimiocinas pró-nociceptivas, pois independe deprostaglandinas, aminas simpatomiméticas, leucotrienos ou outras citocinas pró-nociceptivas nas doses utilizadas. Seu efeito hipernociceptivo ocorre pela produção e/ou liberação de ETs, que exercem seus efeitos via receptores ETB, com participação essencial, mas não exclusiva da migração leucocitária na indução de hipernocicepção mecânica pela IL-18/ET-1
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.02.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VERRI JÚNIOR, Waldiceu Aparecido; FERREIRA, Sérgio Henrique. Hipernocicepção mecânica induzida pela interleucina - 18: participação de endotelinas e da migração leucocitária. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Verri Júnior, W. A., & Ferreira, S. H. (2003). Hipernocicepção mecânica induzida pela interleucina - 18: participação de endotelinas e da migração leucocitária. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Verri Júnior WA, Ferreira SH. Hipernocicepção mecânica induzida pela interleucina - 18: participação de endotelinas e da migração leucocitária. 2003 ;
    • Vancouver

      Verri Júnior WA, Ferreira SH. Hipernocicepção mecânica induzida pela interleucina - 18: participação de endotelinas e da migração leucocitária. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021