Exportar registro bibliográfico

Construção de significados de "amizade": um estudo através das interações verbais entre crianças, a partir da leitura de histórias em quadrinhos da Turma da Mônica (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated author: CYRUS, DILCY HELENA TEIXEIRA - IP
  • School: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: AMIZADE; INTERAÇÃO INTERPESSOAL; HISTÓRIA EM QUADRINHOS
  • Language: Português
  • Abstract: Relações de amizade são um tipo de relacionamento que, dependendo do grau de compromisso e reciprocidade dos envolvidos, pode ser de fundamental importância para o desenvolvimento cognitivo e emocional, uma vez que possibilitam o desenvolvimento das mais variadas habilidades, o conhecimento sobre o próprio eu e sobre o seu meio social. Considerando que, em que pesem os estudos já existentes, ainda pouco se conhece a respeito do papel de relações de amizade para o desenvolvimento cognitivo - emocional das crianças sobre o próprio tema da amizade (meta-cognição e afetividade), e que crianças amigas parecem ser bastante responsivas e cooperativas em suas interações, estabelecemos como objetivo deste estudo, investigar como crianças amigas interagem no sentido de compartilharem compreensão de temas relativos à amizade, e como esse compartilhar pode se refletir na (re) construção cognitivo - emocional do tema. A pesquisa foi realizada com quatro pares de crianças, sendo duas duplas de meninas e duas de meninos, ligadas por relações de amizade, com idade de 10 a 12 anos, residentes na cidade de Botucatu, interior de São Paulo. O procedimento de pesquisa envolveu três fases: 1. Entrevista inicial, feita em separado com cada uma das crianças, na qual procuramos investigar as concepções atuais e individuais cultivadas por ela acerca do fenômeno psicológico amizade; 2. Conjunto de sessões com cada uma das duplas de crianças, tendo como instrumento de pesquisa seis histórias emquadrinhos da Turma da Mônica, que as crianças liam e discutiam conjuntamente. )Através de tal atividade, procuramos propiciar às crianças o compartilhar de suas concepções de amizade, negociando significados; 3. Entrevista final, na qual procuramos verificar se e em que direção, após participarem das fases 1 e 2 da pesquisa, as crianças (re) construíram suas concepções sobre o tema. As entrevistas iniciais com as crianças foram gravadas somente em áudio, enquanto que nas sessões planejadas e entrevista final, todas as interações das crianças foram simultaneamente gravadas tanto em áudio quanto em video. Para a análise das informações obtidas no conjunto das três fases, buscamos desenvolver um procedimento que preservasse a natureza dialógica das sessões. Consideramos que cada criança traz para a situação de interação pontos de vista e crenças pessoais acerca do fenômeno amizade e, quando interagem, dão origem a um produto novo, que expressa uma perspectiva criada por ambas. Nossa posição é fundamentada na teoria co-construtivista de desenvolvimento de Jaan Valsiner e nas suposições ontológicas e epistemológicas adotadas por Ivana Marková, para quem interações dialógicas são produtos conjuntos, coordenados e mutuamente interdependentes, de ambos os participantes. Nossos resultados mostram que, a leitura e discussão das histórias em quadrinhos, norteadas pelas instruções da pesquisadora, possibilitaram um processo reflexivo mais acurado das criançasacerca do fenômeno amizade do que a concepção apresentada por cada uma na fase inicial. A interação da criança com a pesquisadora e com o companheiro (a), bem como a utilização das ferramentas culturais - histórias em quadrinhos, levaram à percepção de aspectos fundamentais na caracterização do fenômeno em questão. ) Ao longo das sessões planejadas podemos verificar a negociação constante de sentidos, a capacidade das crianças envolvidas em pensarem e repensarem suas afirmações, vindo a complementar, contestar, ou reformular as suas enunciações, bem como as idéias apresentadas pelo companheiro (a). Assim, a visão das duplas de crianças acerca da significação do fenômeno amizade, na fase conclusiva, revela uma mescla de sentidos individuais que deu origem a uma concepção social compartilhada mais detalhada quanto ao fenômeno foco, seja nos seus aspectos cognitivos, emocionais e comportamentais. Além disso, a reconstrução do tema amizade por cada dupla, nos mostra a sensibilidade das crianças em perceberem e compreenderem as implicações para os relacionamentos de amizade quando expectativas morais e comportamentos pró-sociais são violados ou estão ausentes. Considerando os resultados obtidos por meio de um procedimento que tem como meta a preservação do processo de construção conjunta de conhecimento, apresentamos em nossa discussão algumas contribuições para a Psicologia do Desenvolvimento e para a Psicologia Clínica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CYRUS, Dilcy Helena Teixeira; SIMÃO, Lívia Mathias. Construção de significados de "amizade": um estudo através das interações verbais entre crianças, a partir da leitura de histórias em quadrinhos da Turma da Mônica. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Cyrus, D. H. T., & Simão, L. M. (2003). Construção de significados de "amizade": um estudo através das interações verbais entre crianças, a partir da leitura de histórias em quadrinhos da Turma da Mônica. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cyrus DHT, Simão LM. Construção de significados de "amizade": um estudo através das interações verbais entre crianças, a partir da leitura de histórias em quadrinhos da Turma da Mônica. 2003 ;
    • Vancouver

      Cyrus DHT, Simão LM. Construção de significados de "amizade": um estudo através das interações verbais entre crianças, a partir da leitura de histórias em quadrinhos da Turma da Mônica. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020