Exportar registro bibliográfico

Ação de ingredientes alimentares na multiplicação e virulência de Listeria monocytogenes (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: ALVES, VÍRGINIA FARIAS - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: 604
  • Subjects: LISTERIA; BACTÉRIAS LÁTICAS; VIRULÊNCIA
  • Language: Português
  • Abstract: Bactérias láticas (LAB) constituem um importante grupo de microorganismos industriais que podem interferir com o crescimento de bactérias deteriorantes e patogênicas por meio de vários mecanismos, em especial a produção de peptídeos antimicrobianos denominados bacteriocinas. Algumas LAB são capazes de inibir patógenos, como é o caso da cepa de Lactobacillus sake 1, que produz bacteriocina em temperatura de refrigeração, e possui atividade frente a Listeria monocytogenes. Neste trabalho, foi realizada a co-inoculação de L. sake 1 e L. monocytogenes sorotipos 4b e 1/2a, em alimento modelo. A cepa de L. sake A TCC 15521 foi utilizada como controle negativo para produção de bacteriocina (bac-). No alimento modelo foi também avaliada a atividade de cloreto de sódio, D-glicose, orégano e pimenta do reino. As populações de LAB e L. monocytogenes foram monitoradas ao longo do período de incubação. Os resultados obtidos indicaram que a cepa de L. sake 1 bac+ foi mais eficiente que L. sake ATCC bac- em inibir L. monocytogenes 4b e 1/2a, sendo o sorotipo 4b mais sensível que o sorotipo 1/2a. Os efeitos dos condimentos sobre as populações de L. monocytogenes foram dependentes do sorotipo avaliado. Cloreto de sódio apresentou um efeito protetor sobre o sorotipo 1/2a de L. monocytogenes, e orégano foi mais eficiente que os demais condimentos na inibição de ambos os sorotipos da bactéria patogênica, apresentando um efeito sinérgico com as populações de LABestudadas. Após dez dias de incubação sob refrigeração em presença de L. sake 1 e de nisina, foram recuperadas até cinco colônias de L. monocytogenes. Todas as amostras, antes e após incubação, foram negativas para a produção de lecitinase e positivas para adsorção de vermelho do Congo. A capacidade de produzir hemólise em sangue desfibrinado de carneiro foi afetada nas amostras recuperadas de L. monocytogenes de ambos os sorotipos. Todas as amostras de L. monocyto-genes ) analisadas foram sensíveis a ampicilina e a rifampicina, antes e após a exposição a bacteriocinas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.04.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Virgínia Farias; PEREIRA, Elaine Cristina. Ação de ingredientes alimentares na multiplicação e virulência de Listeria monocytogenes. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Alves, V. F., & Pereira, E. C. (2003). Ação de ingredientes alimentares na multiplicação e virulência de Listeria monocytogenes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Alves VF, Pereira EC. Ação de ingredientes alimentares na multiplicação e virulência de Listeria monocytogenes. 2003 ;
    • Vancouver

      Alves VF, Pereira EC. Ação de ingredientes alimentares na multiplicação e virulência de Listeria monocytogenes. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020