Exportar registro bibliográfico

Avaliação "in vitro" da adaptação e da infiltração de coroas cerâmicas (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: ALENCAR, MARIA JOSÉ SANTOS DE - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODP
  • Subjects: COROAS DENTÁRIAS; PRÓTESE DENTÁRIA; INFILTRAÇÃO DENTÁRIA; PORCELANA DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptação de coroas de cerâmica pura, fabricadas a partir de três sistemas, (IPS Empress 2, In Ceram e Noritake), antes e após a cimentação com cimento Variolink na consistência High e Low e a infiltração marginal. Foram confeccionadas 60 coroas totais, 20 no sistema IPS Empress2, 20 no sistema In Ceram e 20 no sistema Noritake sobre preparos feitos em molares recentemente extraídos e livres de cárie. A adaptação marginal foi avaliada antes da cimentação no microscópio óptico em 3 pontos. Posteriormente, os corpo-de-prova foram cimentados de acordo com as especificações do fabricante e em seguida submetidos à ciclagem térmica (700 ciclos, 5'GRAUS'/55 C). Novamente os corpos de prova foram avaliados no microscópio quanto à adaptação, e a seguir, imersos em solução de nitrato de prata a 50% por 8 horas em ausência de luz, lavados em água corrente e secos. Em seguida, os dentes foram seccionados no sentidos mesio/distal para verificação da infiltração. Os corpos de prova foram distribuídos para três avaliadores que verificaram a infiltração com uma lupa de 4x de aumento segundo a escala: 0-nenhuma infiltração, 1- infiltração na borda do preparo; 2- infiltração até o terço cervical do preparo ; 3- infiltração até o terço oclusal do preparo. A análise estatística dos resultados ( Anova e kruskall Wallis) permitiu concluir que o IPS Empress2 apresentou melhor adaptação (79 µm low e 87,7µm high), seguido do sistema Noritake (85,0'mü'm low e 94,0'mü'm) e do In Ceram que apresentou a pior adaptação(89 ,3'mü'm low e 101,0 high). Quanto a infiltração o sistema IPS Empress apresentou menor infiltração (1,0 low e 1,1high) seguido do Noritake (1,1 low e 1,3 high) e do In Ceram que apresentou os maiores índices de infiltração (1.8 low e 2,2 high high). Houve correlação entre os valores de linha de cimento e infiltração
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALENCAR, Maria José Santos de; SAITO, Tetsuo. Avaliação "in vitro" da adaptação e da infiltração de coroas cerâmicas. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Alencar, M. J. S. de, & Saito, T. (2002). Avaliação "in vitro" da adaptação e da infiltração de coroas cerâmicas. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Alencar MJS de, Saito T. Avaliação "in vitro" da adaptação e da infiltração de coroas cerâmicas. 2002 ;
    • Vancouver

      Alencar MJS de, Saito T. Avaliação "in vitro" da adaptação e da infiltração de coroas cerâmicas. 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020